plantio de milho - manejo do milho

Manejo do milho: distribuição de plantas, espaçamento e população

Na safrinha, em função do rendimento operacional, o espaçamento comumente encontrado é de 45 a 50 cm entrelinhas

O sucesso da produtividade de milho não está somente na garantia do estande e do espaçamento entrelinhas, mas também na distribuição longitudinal de plantas. A presença de falhas ao longo da linha de semeadura indica a diminuição do estande, ao mesmo tempo que a presença de plantas muito próximas também pode ocasionar redução na produtividade em função da competição que poderá existir pelos recursos disponíveis, como água, luz e nutrientes.

 

Manejo do milho

A distribuição espacial de plantas é importante pois possibilita estabelecer arranjos espaciais equidistantes entre elas na área que permite maior aproveitamento dos recursos naturais, possibilitando a expressão do máximo potencial produtivo das plantas. As orientações fazem parte de uma cartilha desenvolvida pela Embrapa Milho e Sorgo para auxiliar os produtores rurais no manejo do milho. O material destacou a importância da distribuição de plantas.

 

Segundo especialistas, a distribuição não remete apenas ao número de plantas por unidade de área (hectare), mas sim à distribuição espacial tanto na linha quanto na entrelinha. “Quanto mais equidistante, a planta pode aproveitar melhor a luminosidade, além de reduzir a competição por água e nutrientes do solo”, informa a cartilha.

 

Distribuição longitudional de sementes

Vários fatores são condicionantes para determinar a qualidade da distribuição longitudinal de sementes no solo. Dentre eles, pode-se destacar a regulagem da semeadora-adubadora, para escolher o disco e o anel adequados para a peneira do híbrido, ajustar a pressão do sistema pneumático ao longo do trabalho, para verificar a necessidade do uso de grafite, observar a umidade do solo para a semeadura, além de proceder a correta regulagem do mecanismo de abertura e fechamento do sulco em cada linha da máquina.

 

Produtividade do milho

No Brasil, para o milho cultivado no verão, as maiores produtividades de grãos são obtidas com populações que podem variar entre 60.000 e 90.000 plantas por hectare, este último mais utilizado em cultivos irrigados, em espaçamentos que variam entre 50 e 90 cm entre linhas.

 

Produtividade do milho safrinha

Na safrinha, em função do rendimento operacional, o espaçamento comumente encontrado é de 45 a 50 cm entrelinhas (muito em razão do espaçamento utilizado para plantio da soja) e uma diminuição na população, que pode variar entre 55.000 e 65.000 plantas por hectare, a depender da época de realização do plantio e da região.

 

Em ambas as situações, o estande ideal de plantas ideal pode variar de 2,3 a 3,7 sementes por metro, podendo-se aumentar esta densidade de plantas na linha em cultivos sob irrigação.

 

Densidade de sementes

Para cultivos em sequeiro, densidade de sementes superiores a quatro sementes por metro devem ser utilizadas quando a época de plantio estiver no início do período chuvoso ou quando a chance de maiores precipitações ainda for iminente. A tabela apresenta os principais espaçamentos utilizados no Brasil e suas considerações para sua utilização.

 

manejo do milho
Fonte: Embrapa Milho e Sorgo

 

 

Leia mais