Vendas de máquinas agrícolas tiveram queda de 36,5% em fevereiro

Foram vendidas 2.346 unidades no segundo mês de 2016, enquanto no mesmo período do ano passado foram 3.694 unidades

A comercialização interna de máquinas agrícolas e rodoviárias, que inclui tratores, colheitadeiras, cultivadores e retroescavadeiras, registrou queda de 36,5% em comparação com fevereiro de 2015. Foram vendidas 2.346 unidades em fevereiro deste ano, contra 3.694 unidades do ano anterior. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (04/03) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

 

Nos primeiros dois meses do ano, as vendas caíram 44,6% no comparativo com janeiro e fevereiro do ano anterior, quando foram comercializadas 7.047 máquinas agrícolas e rodoviárias no mercado doméstico. No primeiro bimestre de 2016, as vendas somaram 3.906 unidades. No comparativo entre janeiro e fevereiro deste ano, as vendas tiveram aumento de 50,4%.

 

Exportações de máquinas agrícolas

Os embarques de máquinas agrícolas e rodoviárias totalizaram 505 unidades em fevereiro de 2016, enquanto no mesmo período do ano anterior o número chegou a 829, queda de 39,1%. Já em relação ao mês de janeiro de 2016, quando as exportações somaram 327, foi registrado aumento de 54,4%.

 

No primeiro bimestre do ano, foram exportadas 832 unidades de máquinas agrícolas e rodoviárias. Houve queda de 39,8% no comparativo com janeiro e fevereiro de 2015, quando foram embarcadas 1.381 unidades.

 

Empregos no setor

O setor de máquinas agrícolas e rodoviárias empregou 15.375 pessoas em fevereiro deste ano, enquanto no mesmo mês do ano passado havia 18.256 empregos, o que representa uma queda de 15,8%. Em janeiro de 2016, havia 15.420 postos de trabalho. A produção do segmento caiu 39,8% no comparativo entre os meses de fevereiro de 2015 e 2016, quando foram produzidas, respectivamente, 2.926 e 4.863 unidades. No primeiro bimestre deste ano, a produção alcançou 4.548, enquanto no mesmo período do ano anterior foram 9.471 unidades, registrando queda de 52%.

 

Deixe seu comentário