Frango.
DATA: 27/11/2015

Valorização da carne de frango reduz competitividade

Cálculos indicam que a cotação do frango inteiro resfriado, que era de 48,6% do valor da carcaça comum suína em novembro de 2014, atualmente está custando 65%

A carne de frango é a que mais tem se valorizado em novembro, em relação ao mesmo período do ano passado, reduzindo sua competitividade frente às substitutas. Segundo divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), cálculos indicam que a cotação do frango inteiro resfriado, que representava 48,6% do valor da carcaça comum suína em novembro de 2014, atualmente está custando 65%.

 

Em termos reais, a diferença entre as duas proteínas caiu de R$ 4,29 para R$ 2,23. Frente à carcaça casada bovina, o frango passou a valer 42,5% do seu preço, ante os 41,2% de igual período do ano passado. Em termos absolutos, a diferença, que era de 5,77 reais entre as carnes, passou para 5,62 reais.

 

“Além do bom desempenho das exportações, a demanda interna aquecida, favorecida principalmente pelos altos patamares de preços da carne bovina, tem sustentado as cotações do frango”, diz o Cepea. Nos últimos dias, a procura chegou a diminuir, mas essa retração esteve mais relacionada ao período de final do mês, quando normalmente as compras reduzem.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais