Vacinação

Vacinação contra febre aftosa imunizou 97% do rebanho mineiro

O Estado está comemorando, em 2016, duas décadas sem ocorrência de febre aftosa

A segunda etapa de vacinação do rebanho mineiro contra a febre aftosa, realizada em novembro de 2015, registrou um percentual de 97,42% de imunização de bovinos e bubalinos com idade de um dia a 24 meses. Foram imunizados 9.167.626 animais de um total de 9.410.657.

 

A apuração dos resultados da vacinação foi finalizada na primeira quinzena de janeiro deste ano, a partir das informações fornecidas pelos produtores rurais ao Sistema de Defesa Agropecuária (Sidagro), software do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) que realiza o acompanhamento de dados relacionados à defesa agropecuária em Minas.

 

O diretor-geral do IMA, Márcio Botelho, considerou importante o resultado. “Esse desempenho demonstra que, mais que uma obrigação legal, os criadores mineiros estão conscientes da importância de se vacinar os animais, iniciativa que é a única forma de se proteger os rebanhos contra a doença”.

 

Ele completa que o resultado assume importância ainda maior, tendo em vista que Minas se prepara para comemorar, neste ano, duas décadas sem ocorrência de febre aftosa, o que garante ao Estado o status de área livre com vacinação concedido pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE).

 

“A manutenção desse status é fundamental para garantir os produtos carne, leite e derivados para o consumidor mineiro e brasileiro e, também, para as exportações dos produtos da bovinocultura para o mercado internacional”, diz.

 

Minas Gerais possui um plantel de 23,9 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos. A vacinação desses animais contra a febre aftosa é obrigatória e acontece duas vezes por ano. Em maio são vacinados todos os animais, independente da idade e, em novembro, aqueles com idade de um dia a 24 meses.

 

Deixe seu comentário

Leia mais