Turismo rural gera renda extra para agricultores do Paraná

A cada fim de semana entre 50 e 60 turistas visitam as propriedades da região de Sapopemba

A Associação de Turismo de Sapopema está recebendo apoio da Emater. Em novembro do ano passado foi instalada a Casa de Apoio ao Turista. As instalações, localizadas na comunidade Lambari, contam com infraestrutura para alimentação e estadia dos visitantes.

 

A partir da Casa, os turistas são direcionados aos pontos turísticos do município. O fluxo de turistas às propriedades rurais de Sapopema aumentou desde que, no ano passado, foi realizado um passeio ciclístico denominado Pedalada. Desde então, a cada fim de semana entre 50 e 60 turistas visitam as propriedades da região.

 

Sapopema tem características geográficas que favorecem o desenvolvimento de práticas esportivas, turismo de aventura e contemplação da natureza. No município há diversas trilhas, o Pico Agudo com 1.200 m de altitude, rios e cachoeiras. De acordo com Lúcia Elaine de Freitas Cação, do Instituto Emater do município, a intenção é fazer com que o turismo rural seja uma atividade regular nas propriedades da região.

 

“Os agricultores da comunidade já estão sendo beneficiados com uma nova alternativa para geração de renda, distribuída por todo ano. Também gera emprego para jovens e mulheres que trabalham com a alimentação nas pousadas e atividades agroindustriais, produção e venda de queijos, salames, compotas, conservas e artesanato”, informou a extensionista.

 

Na opinião de Lúcia, o turismo regional está em alta devido à situação econômica do país. Com a desvalorização do real frente ao dólar, o turismo interno vem ganhando mais público. Além disso, a ênfase a atividades como caminhadas e esportes ao ar livre, também pode representar uma oportunidade de valorização da propriedade rural. No próximo mês, no dia 10 de abril, será realizada uma nova pedalada. Desta vez os visitantes vão percorrer um circuito de 30 Km , na comunidade Vida Nova.

 

Deixe seu comentário