Técnicas de melhoramento e reprodução de ovinos

SENAR qualificará instrutores da área em curso que acontece de 29 de março a 1º de abril

A ovinocultura tem crescido no Brasil, devido às qualidades da carne, da lã e do leite de ovelhas e carneiros. Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a atividade se concentra em grande parte nas regiões Sul e Nordeste, com produção anual de 11 milhões de toneladas de lã, principalmente no Rio Grande do Sul. Além da lã, a ovinocultura leiteira é outra vertente em crescimento, com foco na produção de queijos finos.

 

Capacitação

Diante desse cenário, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) vai preparar seus instrutores da área com a Capacitação Tecnológica em Reprodução e biotecnologia da reprodução de ovinos. O curso acontece de 29 de março a 1º de abril, numa propriedade rural na região do PAD/DF, em Brasília. Serão 33 horas divididas em aulas práticas e teóricas, com conteúdos que vão desde a morfologia e fisiologia da reprodução até a gestão da propriedade com foco na melhoria dos índices reprodutivos da ovinocultura.

 

“O SENAR vai ofertar essa capacitação porque percebemos uma demanda de cursos voltados para reprodução de ovinos, que não estava sendo suprida pela falta de instrutores com qualificação na área”, explica a assessora técnica da entidade, Thais Carrazza. Segundo ela, o Brasil conta com área suficiente para produção de ovinos, mas esbarra na ausência de políticas públicas para o setor. Atualmente, o País importa parte da carne necessária para suprir o mercado interno, argumenta a técnica.

 

“O desenvolvimento desse setor depende da adoção de tecnologias de produção e de gestão ao longo de todos os estágios da cadeia produtiva. Por isso, a nossa intenção é aperfeiçoar nossos profissionais para oferecer informações atuais e relevantes aos produtores de ovinos.”

 

Vão participar da capacitação instrutores do Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Goiás, Distrito Federal, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Maranhão, Pará, Bahia, Piauí, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Sul e Tocantins. O curso será ministrado por veterinários e zootecnistas com especializações nas áreas de reprodução e tecnologias de melhoramento animal.

 

Deixe seu comentário

Leia mais