Lavoura de soja.

Sojicultores freiam a comercialização da soja em Mato Grosso

Como grande parte da safra foi negociada antecipadamente e houve queda no preço, os negócios esfriaram em fevereiro

Durante o mês de fevereiro, as vendas de soja da safra 2015/2016 de soja avançaram com o freio de mão puxado em Mato Grosso. De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), grande parte da safra foi negociada antecipadamente e a queda de quase R$ 4,00/SC nos preços da soja registrada no mercado disponível no último mês. Por esses motivos, os produtores tiveram pouco estímulo para negociar.

 

Dessa forma, fevereiro foi encerrado com 65,8% da safra 2015/2016 comercializada. O avanço mensal de apenas 4,8 pontos percentuais fez reduzir o adiantamento das vendas desta safra em comparação à temporada 2014/2015 para apenas 6,4 pontos percentuais.

 

Ainda que o preço médio de venda em fevereiro deste ano, de R$ 62,38/sc, tenha sido R$ 12,12/SC superior ao preço médio de venda de fevereiro de 2015, não foi suficiente para atrair as vendas por parte dos produtores neste momento. “Espera-se que o ritmo das negociações da safra atual só ganhe corpo novamente com uma nova alta nos preços internos ou com a chegada do vencimento dos compromissos fechados nesta safra”, diz o Imea.

 

Colheita ainda atrasada

A colheita da soja avançou 13,4 pontos percentuais na semana passada. Até o dia 03/03, a colheita atingiu 65,9% da área cultivada com soja em Mato Grosso. Apesar do ritmo intensificado neste momento, a colheita segue registrando pequeno atraso ante a da safra 2014/2015, de 1,3 ponto percentual.

 

Produtividade

A produtividade ponderada para o Estado é de 52,14 sacas por hectare, o que representa um leve recuo se comparada com a produtividade média de 52,56 sacas por hectare registrada na safra 2014/2015.

 

Deixe seu comentário

Leia mais