Lavoura de soja. Farming Brasil. SF Agro. calculadora.
DATA: 24/01/2016

Sojicultores brasileiros têm dificuldade para administrar a fazenda

Confira quatro dicas do programa Soja Plus para melhorar a gestão do negócio em 2016 Naiara Araújo

Projetos de capacitação e assistência técnica ganham mais força nas fazendas a cada ano, seja por meio de iniciativas públicas ou privadas. O Soja Plus, programa da Abiove com o apoio da Aprosoja, Banco do Brasil e outras entidades, trabalha há cinco anos oferecendo assistência aos produtores de soja da Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Mais de cinco mil produtores já passaram pelos cursos de viabilidade financeira, novo código florestal, sistema agrosilvopastoril e adequação de construção rural e, atualmente, 100 estão na fila de espera para futuras vagas.

 

Uma das linhas de ação do programa é a viabilidade econômica e financeira, que tem como objetivo mostrar como se faz o planejamento de custo e o monitoramento financeiro. Segundo Bernardo Pires, gerente de sustentabilidade da Abiove e coordenador nacional do Soja Plus, é muito comum que os proprietários das fazendas não tenham planilhas para o controle dos investimentos. “Essa é a falha mais comum, até mesmo em algumas grandes propriedades não existe o controle dos gastos e em pequenas e médias esse número chega a quase 100%”, diz Pires. Confira a seguir algumas dicas para sair das estatísticas e controlar, monitorar e planejar seus gastos.

 

1 – Invista em um curso básico

Segundo o coordenador nacional do Soja Plus, o produtor rural precisa investir em capacitação para melhorar o próprio negócio. “Um curso básico de Excel é o suficiente para o produtor conseguir colocar todos os itens de despesas dele em uma planilha, organizar todas as contas que ele tem que fazer, não precisa contratar o serviço de escritórios.”

 

2 – Aumente os seus lucros

Com as informações certas sobre a movimentação financeira da propriedade rural, o lucro do produtor pode subir até 20%. É importante registrar os lucros e os valores gastos para conseguir essa produtividade, desse jeito é possível calcular a receita de lucro. “A maior parte das fazendas não tem controle de uso de adubo, agrotóxico, insumo e combustível, e nem mesmo um planejamento para redução de consumo”, afirma Pires.

 

3 – Saiba onde buscar assistência

Algumas instruções para a gestão podem ser encontradas no site do programa. Para os produtores que moram nos Estados acompanhados pelo Soja Plus, a dica é procurar a Aprosoja, no Mato Grosso, a Aiba, na Bahia, a Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, e a Famasul, no Mato Grosso do Sul.

 

4- Não perca dinheiro

Pires diz que é muito comum um extensionista fazer as contas da propriedade e descobrir que o produtor está perdendo dinheiro. “Ele até tem um ganho com bom com a venda da soja, mas a falta de controle é um problema sério”, afirma o gerente. “Ter uma boa produtividade é importante, mas tem que saber o custo da produção.”

 

Leia também:

4 dicas infalíveis para administrar a fazenda

16 dicas dos americanos para 2016

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais