Produtores antecipam as entregas de soja contratada

Os preços caíram no período, pressionados pelo recuo do dólar, que se desvalorizou 4,4% frente ao Real

Com bom volume de soja já negociado antecipadamente, conforme avança a colheita, os vendedores têm dado preferência por cumprir contratos, adiantando até mesmo entregas previstas para daqui a dois ou três meses.

 

Esse cenário limitou as negociações no spot na semana passada, mas os preços caíram no período, pressionados especialmente pelo recuo do dólar – em sete dias, a moeda norte-americana se desvalorizou 4,4% frente ao Real, indo para R$ 3,60 na sexta-feira, 11.

 

De acordo com o Cepea, outro fator que limitou os negócios internos foi a ampla diferença entre os valores de oferta e de compra. Desde o início deste mês, o Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação ou negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR) recuou 4,11%, a R$ 73,56/sc de 60 kg na sexta. Ao ser convertido para dólar (moeda prevista nos contratos da BM&FBovespa), o Indicador foi de US$ 20,42/sc na sexta.

 

Deixe seu comentário

Leia mais