DATA: 10/02/2016

Shopping paulista produz hortaliças em telhado verde

Desde o início do projeto, os 400 quilos de resíduos orgânicos produzidos por dia são transformados em adubo Naiara Araújo

Quem passa pelo Shopping Eldorado, na Zona Oeste da capital paulista, nem imagina que o seu telhado abriga uma horta de três mil metros quadrados. O projeto Telhado Verde começou em 2012 e é uma iniciativa da administração do shopping que envolve sustentabilidade, compostagem e produção de alimentos.

 

Os restaurantes da praça de alimentação do Shopping servem cerca de 10 mil refeições diárias e o resultado disso é muito lixo orgânico. Desde o início do projeto, os 400 quilos de resíduos orgânicos produzidos por dia não vão mais para os aterros sanitários. Todo esse material que era apenas lixo passa por um processo de coleta seletiva e é transformado em adubo. A produção de fertilizante orgânico acontece na usina de compostagem do próprio shopping.

 

A colheita urbana

O espaço é usado para o cultivo de temperos, chás, flores, frutas e hortaliças. Desde o início do projeto, já foram colhidos três mil pés de alface, 300 quilos de berinjela, 200 quilos de abobrinha e 100 quilos de pimentão.

 

0812_projeto_compostagem_eldorado_interno

Os alimentos produzidos são doados para os funcionários

As hortas foram montadas em baldes e caixas, uma forma sustentável de reaproveitar esses materiais. O projeto também tem um viés social e doa todos os produtos colhidos para os funcionários do shopping ou promove almoços gratuitos para esses colaboradores.

 

O Telhado Verde é supervisionado por um engenheiro agrônomo, que orienta sobre o processo de compostagem, plantio, colheita e manutenção da horta. O projeto custa mensalmente R$ 12 mil reais, principalmente com a compra de mudas e manutenção dos equipamentos.

 

Desde 2014, o projeto já recebeu três prêmios: Troféu de Ouro do Prêmio Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), 1º lugar no Prêmio Allianz Seguros de Jornalismo e o 5º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.