DATA: 21/12/2015

Setor de defensivos pode ter queda de 23% nas vendas em 2015

Os casos de contrabando e a dificuldade do produtor em conseguir crédito estão entre os motivos para a redução nas vendas

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) prevê queda de 23% nas vendas do setor em 2015, em comparação com o ano anterior. Segundo o balanço anual divulgado nesta segunda-feira (21/12), as vendas deste ano devem somar US$ 9,5 bilhões.

 

Para o sindicato, os principais pontos que justificam o cenário são a desvalorização do real, os casos de contrabando e a dificuldade de crédito por parte dos agricultores, que afeta o pagamento aos fornecedores pelas contas da última safra e leva ao aumento dos estoques. A indústria, que trabalha com muitos insumos importados, teve dificuldades em repassar o aumento de custos aos preços e também perdeu rentabilidade.

 

“Encerramos o ano apreensivos com essa prévia de fechamento do setor, 2016 promete ser repleto de desafios e sem crescimento do mercado de agroquímicos”, diz Silvia Fagnani, vice-presidente executiva do Sindiveg. O sindicato divulgará o balanço oficial com informações completas sobre as vendas do setor no primeiro trimestre de 2016.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais