DATA: 18/12/2015

Semiárido baiano tem a maior biblioteca rural do mundo

O projeto começou há 14 anos em uma garagem alugada e atualmente tem sede própria com mais de 110 mil livros

Mais de 110 mil livros estão à disposição dos moradores e estudantes do semiárido baiano, no povoado de Paiaiá, no município Nova Soure. A princípio a ideia era facilitar o acesso dos nordestinos à leitura, porém, ao longo de 14 anos, a Biblioteca Comunitária Maria das Neves Prado transformou-se na maior biblioteca rural do mundo.

 

Quando terminava o ensino médio, José Arivaldo Prado, mais conhecido como Vadinho, começou a buscar parceiros e apoiadores para a ideia nada convencional em um povoado pequeno no interior da Bahia: fundar uma biblioteca comunitária. Atualmente o sonho do jovem, que começou numa garagem alugada, funciona em sede própria e com uma proposta diferente.

 

O objetivo de Vadinho é ter uma biblioteca centrada no trabalho da leitura. “A proposta é acabar com o estigma que sempre acontece com o sertão, que é o sertão seco, o sertão da fome, da terra rachada, mas transformar pelo sertão que lê que tem acesso à leitura, que tem acesso à informação”, diz.

 

Para o estudante Mateus Pereria Lago, essa experiência é marcante. “A partir do momento que você começa a ler, você tem uma nova visão de mundo, você tem uma nova visão do que você é e do que você representa para a sociedade. A partir do momento que você sente prazer pela leitura, aí já foi, você vai além”, afirma o jovem.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.