Clima, Grãos

Conab reduz estimativa e prevê safra de 209 milhões de toneladas de grãos

A produção de soja foi revisada para baixo e deve atingir 99 milhões de toneladas, enquanto a projeção anterior era de 101,2 milhões de toneladas

A produção brasileira de grãos da safra 2015/2016 será de 209 milhões de toneladas. A estimativa prevista no 7º levantamento, divulgado nesta quinta-feira (07/04) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), equivale a 0,6% ou a 1,3 milhão de toneladas a mais que a safra 2014/15, que foi de 207,7 milhões. Com referência à previsão do mês passado, houve redução de 0,6% devido a adversidades climáticas nas fases finais das culturas.

 

Soja e milho 

O destaque é a produção de soja, que deverá atingir 99 milhões de toneladas, 2,9 milhões a mais do que na safra anterior, graças aos ganhos de área de 3,2%. Porém, houve redução nos números da soja. No levantamento divulgado em março, a previsão para a produção do grão era de 101,2 milhões de toneladas.

 

O milho total está estimado em 84,7 milhões de toneladas, semelhante à produção de 2014/15. A previsão para o milho primeira safra é de redução de 8,5% na produção, com estimativa de 27,5 milhões de toneladas, enquanto que para a segunda safra a expectativa é de crescimento de 4,7%, devendo atingir 57,1 milhões e compensando a quebra do anterior. A respeito do milho primeira safra, houve uma redução de 9,2% na área (563,3 mil hectares), a ser coberta com o plantio de soja, enquanto que para o de segunda safra a expectativa é de aumento de 3,7% (351,3 mil hectares).

 

Feijão e arrroz

O feijão primeira safra recuperou a produtividade, o que deve se refletir em um aumento de 62,6 mil toneladas. A previsão é de um total de 1,2 milhão de toneladas contra 1,1 milhão da última safra, apesar da queda na área plantada. No caso do arroz, há expectativa de queda de 10,2% na produção, devido a área menor de plantio e a adversidades climáticas no Sul do país. As 12,4 milhões de toneladas de 2014/2015 caíram para 11,2 milhões. Para o feijão primeira safra está prevista uma redução de área de 3,8%, devendo alcançar 1 milhão de hectares.

 

O plantio total cresceu 0,8% em relação à última safra e deve alcançar 58,5 milhões de hectares. O aumento é de 464,4 mil hectares sobre as 57,9 milhões anteriores. A soja garante mais de 56% da área cultivada do país, com previsão de crescer 3,2% e 1 milhão de hectares a mais do que antes.

 

A pesquisa do 7º levantamento foi realizada entre os dias 13 e 19 de março. As informações de área plantada, produção, produtividade, evolução do desenvolvimento das culturas, pacote tecnológico utilizado pelos produtores e outros fatores foram colhidas nas áreas de produção e junto a órgãos específicos nos estados.

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais