DATA: 26/08/2015

Rússia abre mercado para material genético avícola do Brasil

País atendeu as altas exigências sanitárias do mercado russo e pode abrir novas oportunidades o leste europeu

A partir de agora, o Brasil pode exportar material genético avícola para a Rússia. Os produtores brasileiros poderão embarcar pintos e ovos férteis de aves como galinhas, perus, patas e avestruzes. A ABPA foi informada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) de que a Rússia abriu seu mercado para as exportações de material genético avícola produzido no Brasil.

Conforme o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, a abertura da Rússia para o segmento de genética mostra a percepção da União Aduaneira quanto à capacidade brasileira de atender às mais diversas exigências sanitárias, no momento em que diversos grandes produtores são afetados com focos de enfermidades graves.

“Há, agora, uma nova perspectiva para o setor avícola brasileiro para intensificar seus negócios com o leste europeu. Falamos de um segmento de altíssimo valor agregado, sobre o qual as exigências sanitárias são as mais elevadas.  Com a autorização das vendas, o Governo Russo atesta os elevados padrões da sanidade da cadeia produtiva da avicultura do Brasil”, destaca.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.