Ferrovias da Rumo transportam o equivalente a um navio de soja por dia

Nove comboios ferroviários saem carregados diariamente de terminais no Sudeste de Mato Grosso com destino ao Porto de Santos

O escoamento da safra recorde de soja, estimada em mais de 100 milhões de toneladas, entra em seu período mais movimentado neste mês e atinge marcas impressionantes. A Rumo, concessionária de ferrovias, vem remetendo de Mato Grosso para o Porto de Santos um volume equivalente a um navio carregado de grãos por dia.

 

Essa movimentação ocorre num ano em que o País está se superando na produção e na exportação de soja. Para a safra 2015/2016, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma colheita de 101 milhões de toneladas e embarque de 56,75 milhões de toneladas do produto em grão. Em relação a 2014/2015, o primeiro número representa 4,95 milhões de toneladas a mais (aumento de 5%); o segundo, 2,43 milhões de toneladas (4,5%).

 

Para chegar a esse volume nas exportações, o Brasil precisa exportar uma média de 155 mil toneladas da oleaginosa em grão por dia. Em março, um terço desse volume sairá de Mato Grosso, o maior produtor nacional, via ferrovia. Sete comboios de cerca de 80 vagões partem diariamente dos terminais de Rondonópolis e outros dois saem de Alto Araguaia, ambas cidades do Sudeste mato-grossense. Os trens carregam perto de 50 mil toneladas de soja, volume suficiente para encher 1,4 mil caminhões – ou um navio.

 

Mato Grosso está produzindo 28,5 milhões de toneladas de soja na safra 2015/2016, segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Nesta época do ano, o Estado passa a exportar mais de 1 milhão de toneladas por mês, principalmente para a China.

 

As exportações têm estimulado uma produção cada vez maior de grãos. No caso da soja, aproximadamente três quartos da colheita brasileira devem ser exportados nesta temporada, conforme a Conab. Além das 56,75 milhões de toneladas em grão que estão deixando o País, o setor deve embarcar 15,5 milhões de toneladas de farelo e 1,4 milhão de toneladas de óleo, totalizando 73,65 milhões de toneladas em exportações.

 

Deixe seu comentário

Leia mais