café

Redução das compras de café robusta pressiona preços no mercado interno

O indicador Cepea/ESALQ fechou a R$ 354,57 por saca de 60 quilos, o menor valor desde outubro de 2015

A redução das compras de café robusta por parte de torrefadoras nacionais e de exportadores tem pressionado com força as cotações da variedade no mercado interno. Nessa quarta-feira (09/03), o Indicador Cepea/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 354,57 por saca de 60 quilos, o menor valor desde 1º de outubro de 2015 e 48,31 reais/saca abaixo do pico atingido há um mês – de R$ 402,88 por saca em 12 de fevereiro. Na parcial deste mês, a queda do Indicador chega a 5,1%.

 

Apesar de a expectativa ser de nova queda na produção de robusta do Espírito Santo, os negócios no mercado spot e também o fechamento de contratos para entregas futuras estão bastante lentos. Segundo o Cepea, entre os produtores, muitos estão recuados, esperando que os preços retomem os elevados patamares observados entre o final de 2015 e início de 2016. Os compradores, no entanto, estão atentos ao menor diferencial entre os preços das variedades robusta e arábica, o que leva torrefadoras nacionais a aumentarem a parcela de arábica na elaboração dos “blends”. Além disso, agentes também indicam que a maior oferta de arábica a partir de meados do ano pode influenciar novas quedas do robusta.

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais