Gado brahman
DATA: 17/06/2017

Raças bovinas: conheça as vantagens de criar brahman

Animais se destacam por conseguir reunir docilidade, precocidade, fertilidade e rusticidade Por Naiara Araújo (naiara@sfarming.com.br)

A raça brahman é resultado do cruzamento entre bovinos das raças nelore, guzerá, sindi, cangaian e indubrasil. Os animais brahman podem ser identificados pela cor da pelagem, que pode variar entre os tons de cinza ou até mesmo vermelho. Além disso, são bovinos sem chifres e com orelhas médias.

 

De acordo com a Associação dos Criadores de brahman do Brasil (ACBB), o brahman é uma raça que se destaca por conseguir reunir alta produtividade, qualidade de carne, docilidade, precocidade, fertilidade e a rusticidade necessárias, principalmente para criação em um clima tropical.

 

As vantagens da raça

Uma das principais características das fêmeas dessa raça é a habilidade materna. “Vacas que não eram boas mães são descartadas desde os primórdios da formação do brahman”, diz a ACBB. Outro ponto positivo é que esses animais tem um porte ideal para a realização de partos. Além disso, produzem quantidade de leite que dá condições para criarem e desmamarem bezerros mais pesados.

 

Segundo a ACBB, cruzado com taurinos, tauríndicos e outros zebuínos, o brahman evidencia muito mais que rusticidade. “Coopera muito na genética de ganho em peso e na qualidade de carne. A cruza Brahman é tão boa na engorda como na reprodução”, afirma a associação.

 

Pecuária de leite

Embora a raça seja bastante recomendada para a produção de carne, também existe um bom histórico no uso de brahman na produção de leite. Segundo a associação de criadores, quatro mil quilos de leite numa lactação de 305 dias já é dado oficial de lactação de brahman em controle da Associação Brasileira de Criadores de Zebuínos (ABCZ).

 

“É compensadora também a utilização da raça por pequenos produtores de leite que usam os touros brahman nas suas vacas ou as inseminam com eles”, diz a ACBB. No Brasil, o cruzamento entre as raças brahman e holandesa tem resultado em um animal muito produtivo para leite em criação extensiva. De acordo com a ACBB, a recordista mundial de produção de leite é uma Brahmolando chamada Ubre Blanca, que produziu mais de 24 mil quilos numa lactação de 305 dias.

 

Leia mais:

Conheça as raças bovinas mais populares que formam o rebanho brasileiro

Resultados de progênie do Gir Leiteiro e do Guzerá são divulgados

Fertilização in vitro pode acelerar melhoramento de gado de leite

Brasil deve ser reconhecido como país livre da pleuropneumonia bovina

6 práticas essenciais para aprimorar a pecuária leiteira no Brasil

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais