DATA: 17/12/2015

Prorrogado uso de benzoato de emamectina para o combate da Helicoverpa

O decreto foi comemorada pelo setor rural porque o benzoato de emamectina é o único agroquímico capaz de controlar a lagarta de maneira eficaz

O governo federal editou nesta quinta-feira (17/12) o Decreto 8.591, que prorroga por mais um ano o estado de emergência fitossanitária ou zoosanitária em todo o Brasil. Este período poderá ser estendido até a decisão final sobre o registro do defensivo benzoato de emamectina de combate à lagarta helicoverpa armígera.

 

Com a publicação dessa medida, os agricultores poderão utilizar em suas lavouras um conjunto de ações, que inclui a liberação do defensivo benzoato de emamectina de combate a praga helicoverpa armígera, praga exótica que anos atrás apareceu estranhamente em vários Estados produtores e desde então vem destruindo lavouras de soja, algodão, café, mamona, pastagens, hortaliças, frutas, tomate, entre outras.

 

Vitória do agronegócio

 

A publicação do decreto foi comemorada pelo setor produtivo rural porque o benzoato de emamectina é o único agroquímico capaz de controlar a lagarta de maneira eficaz. “É o único defensivo agrícola, utilizado em 70 países, inclusive pela União Europeia, a mais rigorosa de todas na regulação de defensivos, e que não possui registro no Brasil”, diz Montes.

 

Segundo especialistas da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a agricultura desenvolvida em países de clima tropical, como é o caso do Brasil, é propícia ao aparecimento de muitas pragas, diferentemente de culturas desenvolvidas na Europa e Estados Unidos, onde as pragas e doenças desaparecem durante o período frio.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.