DATA: 01/12/2015

Propriedade rural é referência na atividade leiteira no Rio Grande do Sul

Há mais de sete anos, a família Rocha deixou de lado a silagem para apostar exclusivamente na produção de leite a pasto e ração

Ao longo deste ano, a visitação na propriedade da família Rocha, em Rolador (RS), foi intensa. Excursões de vários municípios da região foram recepcionadas pela família e pela equipe local da Emater/RS-Ascar, com objetivo de apresentar o modelo sustentável de atividade leiteira.

 

Segundo a extensionista da Emater/RS-Ascar, Carla Sausen, os visitantes conferem produção de leite a pasto com irrigação, cuidados com instalações e arredores, organização da propriedade, bem como sobre a oferta de alimentação.

 

Atualmente, o casal Nelson e Loiva Rocha possui 43 vacas em lactação, com produção média de 900 litros de leite por ordenha. Para chegar atingir essa produção, dos 15 hectares de pastagem, seis são irrigados por meio de um sistema automatizado, além de se manter a atenção para a sanidade, alimentação, genética e bem-estar. Tudo isso com foco na otimização da mão-de-obra familiar.

 

Há mais de sete anos, a família Rocha deixou de lado a silagem para apostar exclusivamente na produção de leite a pasto e ração. São 22 piquetes, com dois bebedouros de água em cada. “Esse detalhe é muito importante, pois há sempre água limpa e disponível para os animais, além de evitar o gasto de energia em função de deslocamento”, conta a também extensionista da Emater/RS-Ascar, Thamiris Scheis.

 

Há dois anos, apesar da propriedade possui área de mata nativa, foram implantados pelo menos 30 eucaliptos na área de pastagem, para qualificar ainda mais o bem-estar animal. Apenas neste ano, o contexto da propriedade foi visitado e conhecido por excursões de agricultores e técnicos vindos de municípios como Santa Rosa, Senador Salgado Filho, Tuparendi e Humaitá.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais