DATA: 17/01/2016

Projeto contribui para melhoramento genético de rebanho gaúcho

O Polo Gen tem como objetivo estimular a disseminação de genética superior de raças taurinas de corte do Rio Grande do Sul

Um trabalho conjunto, coordenado pela Embrapa Pecuária Sul, de Bagé, em parceria com Emater/RS-Ascar e Administração Municipal tem contribuído para o melhoramento genético do rebanho de pecuaristas familiares de Santo Antônio das Missões.

 

No município, está sendo desenvolvido o segundo ciclo do projeto piloto de implantação de Polo de Excelência em Genética de Raças Taurinas (PoloGen). Durante 10 dias, cinco pecuaristas familiares prepararam o rebanho para a viabilização da inseminação artificial em tempo fixo (IATF), realizada na sexta-feira (08/01) e no sábado (09/01).

 

Inseminação

A escolha pela inseminação artificial em tempo fixo busca otimizar a utilização do sêmen – proveniente de touros que foram superiores em programas de avaliação genética e nas provas de avaliação a campo (PAC) da Embrapa Pecuária Sul – em um grupo de fêmeas aptas à reprodução.

 

Para a pesquisadora da Embrapa, zootecnista Bruna Pena Sollero, este tipo de inseminação é vantajoso, uma vez que permite concentrar um maior número de fêmeas em cio sem a necessidade da observação esporádica, como ocorre no sequencial. “Com a inseminação em tempo fixo ocorre uma sincronização das fêmeas, otimizando inclusive a mão-de-obra, assim como propicia a concentração dos próximos manejos”, diz.

 

A zootecnista alerta que o sucesso do rebanho, além da genética, também depende de uma série de fatores, como alimentação, manejo, bem-estar e sanidade. Levando em conta essas variações, se estima que o índice de prenhez gire em torno de 40% do total de animais inseminados, considerando o uso da IATF. “Não adianta investir em genética se não investirmos no sistema produtivo como, por exemplo, melhoramento do campo nativo e manejo sem stress”, afirma.

 

Genética superior

O Polo Gen também tem como objetivo estimular a disseminação de genética superior de raças taurinas de corte provenientes do Rio Grande do Sul. Em Santo Antônio das Missões, foi realizada a inseminação com sêmen das raças Braford e Angus, pela sua rusticidade e produção de carne em campo nativo, sendo inseminados 167 animais, no total.

 

Participam desta etapa do projeto os produtores Edson Fernandes Barcelos, Doné de Oliveira e José Maria de Oliveira, de Rincão dos Barcelos, e André da Costa Marks e Egídio Ferreira Ortiz, de São Bráz. Na propriedade de André foram inseminados 30 animais neste segundo ciclo. “O trabalho de melhoramento genético é o sonho de todo o produtor e contribui com a organização do manejo e da comercialização”, conta o produtor que participa pelo segundo ano consecutivo do projeto.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais