DATA: 22/12/2015

Programa incentiva atividade leiteira em Palmitinho no Rio Grande do Sul

O objetivo do Mais Pasto Mais Renda é incentivar a implantação de pastagem perene para produção de leite, assim como o uso de adubação em pastagens

Com a proposta de incentivar e desenvolver a cadeia produtiva de leite no município de Palmitinho (RS), a Emater/RS-Ascar, em parceria com a Prefeitura e a Associação dos Produtores de Leite de Palmitinho (Aprolpal), lançaram em 2013 o Programa Mais Pasto Mais Renda.

 

Após realizar capacitações aos produtores, na última segunda-feira (21/12), foi feita a entrega do calcário, adubo e da ureia para correção e melhoramento do solo aos agricultores familiares dispostos a implantar ou recuperar um hectare de pastagem perene.

 

O objetivo do Mais Pasto Mais Renda é incentivar a implantação de pastagem perene para produção de leite, assim como o uso de adubação em pastagens, ampliar a produção de pasto por área e, consequentemente, aumentar a renda da unidade de produção familiar. Os produtores receberam os insumos conforme análise de solo, seguindo um critério técnico, levando em conta o solo e a pastagem a ser implantada ou recuperada.

 

“O Mais Pasto Mais Renda é um Programa que utiliza recursos do Estado e do município e contempla agricultores familiares com interesse de implantar ou recuperar um hectare de pastagem perene. O Programa fornece insumos conforme a necessidade de cada solo, calculado por análise, para correção e melhoramento da fertilidade do solo”, diz o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Jeferson Vidal Figueiredo.

 

Ao todo, são 168 famílias de agricultores beneficiadas com o Programa. A aquisição das 1,2 mil toneladas de calcário foi realizada com 50% do recurso do Estado e outros 50% subsidiados pela Prefeitura, um total de R$ 120 mil. O adubo e a ureia foram adquiridos com recursos do Estado, 80%, e do município, 20%, uma soma de R$ 170 mil.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais