DATA: 10/02/2016

Produtores fecham acordo para garantir fornecimento de banana no Acre

Toda semana um grupo de 20 produtores vai enviar quatro toneladas da fruta para serem comercializadas em Rio Branco

No Acre, o consumidor de banana tem percebido que o produto anda escasso nas prateleiras dos supermercados. E quando se encontra, os fãs da fruta reclamam da qualidade. O problema é a forte concorrência de outros estados. A banana de melhor qualidade produzida no Acre tem despertado o interesse de grandes compradores dos estados de Rondônia e Amazonas.

 

A Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária resolveu intervir para garantir a oferta de bananas para os acreanos. Para isso, intermediou uma negociação entre produtores da fruta em Manoel Urbano com os Supermercados Araújo.

 

Logo após o Carnaval deve chegar às prateleiras o primeiro lote de bananas. Pelo contrato, toda semana um grupo de 20 produtores vai enviar quatro toneladas da fruta para serem comercializadas em Rio Branco. Um desses produtores é Antônio Lázaro que tem 27 mil pés de banana prata e comprida em produção, que deve chegar a 96 toneladas em 2016. “Fico feliz com esse contrato. Minha banana estava toda indo para outros Estados. É claro que a gente quer vender, mas sabendo que nossa produção está indo para a mesa dos acreanos a satisfação é ainda maior”, afirma Lázaro.

 

Venda por quilo da banana aumenta lucro dos produtores

A Seap é a responsável pela assistência técnica aos produtores rurais. “Nossa ideia é levar um produto de melhor qualidade aos supermercados”, afirma José Carlos Reis, titular da Seap. O gestor lembra outras vantagens para os produtores ao comercializar com a rede de supermercados.

 

“Como o supermercado exige nota fiscal, o produto consegue ter um comprovante de renda que é um instrumento importante na hora de requerer benefícios como aposentadoria. Outra vantagem é que a compra é por quilo e não por cacho, o que aumenta a renda do produtor. Outro aspecto importante é que sem o atravessador esse dinheiro retorna todo para o interior, ajudando a distribuir melhor a renda no campo”, diz Reis.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais