Produtores apostam na produção de peixes no Acre

O produtor Antônio Agenor Correia se orgulha da piscicultura que desenvolve no local, com a produção de tambaqui, matrinxã, piau, pirapitinga e pirarucu

Durante o fim de semana de extensa agenda do governo do Estado na região do Juruá (AC), o titular da Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (Seap), José Carlos Reis, reservou espaço para conhecer algumas propriedades e conversar com os produtores rurais de Cruzeiro do Sul.

 

Um dos locais visitados foi a propriedade de mil hectares de Antônio Agenor Correia, localizada na BR-307. A principal atividade é a criação de peixes. Em 35 tanques, que representam 40 hectares de lâmina de água, o produtor se orgulha da piscicultura que desenvolve no local. A produção de tambaqui, matrinxã, piau, pirapitinga e pirarucu chega a 100 mil toneladas ao longo do ano.

 

“O que gosto mesmo de fazer é criar peixes. Pretendo continuar a construir tanques e chegar a 100 hectares de lâmina de água. Se você tiver todos os cuidados, oferendo as condições ideais para o crescimento do pescado, a piscicultura é lucrativa e prazerosa”, afirma Agenor.

 

Criação de gado de corte

Outra atividade econômica desenvolvida na propriedade é a criação de gado de corte. Agenor afirma que é inimigo do uso do fogo em sua propriedade. “Essa história de que o fogo ajuda o solo é enganação. Depois do segundo ano, a terra que é colocada fogo perde o seu vigor. Na minha terra eu não deixo queimar”.

 

Agora, com o apoio da Seap, Agenor vai começar a investir na integração entre lavoura e pecuária. A intenção é fazer de início, o plantio de 100 hectares de milho, com adubação e correção de solo. “Esse é o nosso papel. Mostrar os bons resultados que os produtores, com o apoio do governo, estão tendo em outras propriedades e replicar esses conceitos em outras regiões. Temos muitas áreas degradadas em todo o Estado que podem ser recuperadas”, afirma José Carlos Reis.

 

Nos próximos dias, produtores da região de Cruzeiro do Sul devem fazer uma visita a Rio Branco para conhecer algumas experiências de sucesso que já são desenvolvidas com alto índice de produtividade.“Fiquei muito feliz com a visita do secretário. A gente precisa conhecer coisa nova, observar o que tem sido feito de bom e trabalhar para crescer a economia do nosso Acre”, afirma Agenor.

 

Deixe seu comentário