Plantio de soja no Paraná

Produtores de Mato Grosso e Paraná contam com bom clima para semear a soja

Até o momento, a semeadura da safra 2016/2017 já chegou a 5% da área total estimada para o cultivo da oleaginosa

O vazio sanitário da soja terminou nas principais regiões produtoras na segunda quinzena de setembro. Desde então, o clima está favorecendo o plantio. Segundo levantamento da consultoria AgRural, o plantio da safra brasileira de soja 2016/2017 atingiu 5% da área total estimada para o cultivo da oleaginosa.

 

No Mato Grosso, maior estado produtor do grão, a área plantada alcançou 4,51% no dia 29 de setembro, segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Já no Paraná, o segundo maior estado produtor de soja, a semeadura chegou a 14% da área, de acordo com o levantamento mais recente do Departamento de Economia Rural (Deral), de 26 de setembro.

 

Otimismo no campo

O Oeste do Paraná está com o plantio mais avançado em relação às outras regiões do estado. Segundo o Deral, os municípios do núcleo de Toledo já plantaram 75% da área destinada para o cultivo da soja na safra 2016/2017. O produtor Trajano Donadel vai dedicar 100% da área da Fazenda Nossa Senhora da Salete, em Toledo (PR), para o cultivo de soja. Dos 670 hectares, 50% já estão semeados e a previsão é de que as atividades se encerrem nos próximos 10 dias. “Ficamos mais de 20 dias sem chuva. Mas, agora o plantio está indo bem”, conta Donadel. “Está todo mundo mais otimista porque parece que vai ser um ano de clima normal, sem chuva em excesso ou seca.”

 

Como os efeitos do El Niño prejudicaram a agricultura no ano passado, Donadel diz que na safra 2015/2016 a produtividade da soja caiu de 10% a 15%, de 65 a 70 sacas por hectare para 55 a 60 sacas por hectare na safra 2015/2016. “Pouquíssimos produtores da região colheram a mesma coisa ou mais que na safra 2014/2015. A expectativa para essa safra é recuperar a produtividade”, diz o produtor de soja.

 

Outro fator que traz otimismo é o custo de produção. “Neste ano, com a queda do dólar, houve uma leve redução do preço dos insumos e o custo de produção está em um nível aceitável”, diz o produtor. Ele conta que o custo de sua lavoura deve ficar em torno de 30 sacas por hectare.

 

Clima deve beneficiar a soja

Em Lucas do Rio Verde (MT), cerca de 25% da área total já está semeada com soja. Carlos Simon, presidente do sindicato rural do município, conta que os produtores da região estão mais otimistas com a safra 2016/2017 em relação aos resultados da anterior. “Está chovendo bem. Estamos com muitas áreas plantadas e a previsão é de mais chuva”, diz Simon.

 

Além de presidente do sindicato rural, Simon é produtor de soja e tem duas fazendas com outros sócios. Na fazenda localizada em Lucas do Rio Verde (MT), 34% da área já está plantada e a semeadura deve ser concluída nos próximos 20 dias. “A princípio, no plantio não vai ter problema, mas nós temos uma indústria a céu aberto. Hoje o clima está bom, mas pode ser que amanhã mude”, diz Simon. Porém, em outra fazenda de Simon localizada em Diamantino (MT), o plantio ainda não começou por falta de chuva.

 

A produtividade deve ser maior que na safra anterior, quando alguns municípios mato-grossenses sofreram perdas e colheram 52 sacas por hectare. Segundo Simon, a expectativa para a safra 2016/2017 é colher, em média, 62 sacas por hectare. Mas, durante a safra, pragas e doenças, como a mosca-branca, e o excesso ou falta de chuvas podem reduzir esse número inicial. Dessa forma, Simon acredita que se a colheita ficar na casa das 58 sacas por hectare o cenário já será bom para o produtor.

 

Leia mais:

Limpeza de máquinas agrícolas: você está fazendo isso certo?

5 dicas essenciais para garantir uma semeadura adequada

6 fatos que você precisa saber para acabar com os nematoides

7 dicas para realizar o Manejo Integrado de Pragas na safra 2016/2017

10 fatos para entender tudo sobre o controle biológico de pragas

7 dicas para reduzir as perdas durante a colheita da soja

5 dicas para realizar a análise de solo corretamente

8 dicas para garantir o máximo desempenho das plantadeiras

 

Cadastre-se para receber notícias gratuitamente por e-mail: sfagro.com.br/cadastro

O que você gostaria de ler? Para pedir uma reportagem, clique aqui e envie uma mensagem para a redação da Successful Farming Brasil.

 

Deixe seu comentário