DATA: 18/09/2015

Produtores de leite recebem capacitação no MT

Técnicos do programa SENARTec Leite coletaram dados em 120 propriedades

O programa SENARTec Leite visitou 120 propriedades no Mato Grosso na última semana. A iniciativa tem como objetivo capacitar os produtores de leite do município de Pontes e Lacerda. Na primeira fase do programa, os técnicos realizaram coleta de dados para auxiliar na gestão das propriedades rurais.

 

Para o presidente do Sistema FAMATO/SENAR, Rui Prado, o principal objetivo do SENARTec Leite é melhorar a qualidade do produto. “A ideia deste projeto é levar conhecimento e despertar o empreendedorismo no produtor de leite. Isso consequentemente vai contribuir para a melhoria da rentabilidade e da qualidade de vida do homem do campo”, diz Prado.

 

O pequeno produtor de leite, Lúcio Antônio Muniz, é um dos beneficiados com o programa e está com a expectativa alta em relação aos resultados. “A visita foi muito boa. Agora é fazer as anotações certinhas, seguir ao pé da letra o que o técnico passou para colher o melhor resultado no final”, avaliou.

 

Para o pecuarista, Renato Santos, também assistido pelo SENARTec Leite, o objetivo maior é conseguir apontar seus custos para produzir o litro do leite. “Se eu descobrir o custo da produção, quanto eu estou gastando, conseguirei me planejar para produzir mais, melhorar a genética e a maneira de produção”, afirmou.

 

De acordo com o supervisor de assistência técnica do SENAR/MT, Giovani Peres, na primeira fase do programa, foi realizado o cadastro do produtor, o primeiro contato com os seus familiares e orientações sobre o caderno de anotações. “A próxima etapa será o início do planejamento das atividades. O técnico já iniciou a identificação dessa propriedade visitada, está avaliando o nível tecnológico que tem, quais as características que apresenta de pontos positivos na produção e de pontos que deixa a desejar e agora ele vai junto com o produtor iniciar um processo de planejamento”, informa.

 

Com o diagnóstico pronto, o técnico do programa juntamente com o proprietário irá iniciar um processo de planejamento de melhorias e correção dos problemas encontrados. “Com esses dados é possível identificar se há carências que podem ser sanadas por meio dos treinamentos do portfólio do SENAR/MT, se houver o sindicato rural de Pontes e Lacerda apresentará a demanda ao SENARMT”, confirma Giovani.


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais