DATA: 13/12/2015

Produtores de Goiás aumentam a renda com merenda escolar

A Emater, em Trindade, orienta e cadastra produtores da agricultura familiar da cidade para integrarem o Programa Nacional de Alimentação Escolar

Para valorizar a produção goiana, a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), em Trindade, orienta e cadastra produtores da agricultura familiar da cidade para integrarem o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que oferece ao produtor novas oportunidades de comercialização.

 

Para a assistente social da Emater na cidade, Maria Luiza da Silva Pereira, o programa além de melhorar as condições de vida do produtor, valoriza as potencialidades da produção regional. “Nós da Emater vamos até as propriedades e informamos ao produtor sobre a existência do programa, porque muitos desconhecessem as vantagens que esse acordo comercial entre escola e produtor proporciona”, conta a assistente social.

 

De acordo com a lei federal número 11.947/09, aprovada no último dia 2 de abril, as escolas municipais devem destinar 30% das compras da merenda escolar para produtos da agricultura familiar, ou seja, as instituições de ensino deverão trocar as prateleiras do supermercado pelos produtos de quem lida diariamente com a terra.

 

Por meio da assistência técnica aos produtores, a Emater repassa os cuidados necessários com a produção de alimentos aos que colocam a mão na massa. Sobre isso, Maria Luiza faz questão de esclarecer que não é preciso receio por parte das instituições. “Muitas vezes as escolas têm receio de comprar alimentos que não são do supermercado e isso nós queremos esclarecer. Os produtores são orientados pela Emater sobre os cuidados com a produção alimentícia, como por exemplo, a higiene necessária para lidar com o alimento”, diz Maria.

 

Na prática

Em mais uma visita corriqueira ao escritório da Emater em Trindade, o agricultor familiar, Leonel Adão, saiu com o problema resolvido e de quebra ganhou a possibilidade de aumentar sua renda. Durante a visita, o produtor descobriu a existência do programa e conseguiu aumentar sua renda anual em 20%.

 

“A Emater foi crucial, porque eu não tinha nenhum conhecimento sobre o programa e não imaginava que a escolas eram obrigadas a destinar 30% da merenda escolar para comprar produtos produzidos por nós. Então uma coisa que eu não tinha o mínimo conhecimento hoje é minha fonte de renda”, conta o produtor.

 

Para aqueles agricultores que ficaram interessados em participar do programa, a Emater esclarece todas as informações necessárias sobre a comercialização com instituições de ensino além de prestar assistência ao produtor. Para mais informações basta entrar em contato com a Unidade Local ou com a Unidade Central da entidade, por meio do telefone (62) 3201-8700.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais