DATA: 05/10/2015

Preços voltam a subir no atacado de carne sem osso

Com o mercado doméstico enfraquecido, o setor de bovinos teve melhores resultados nas vendas externas

Após os preços terem caído na semana anterior, nos últimos sete dias o mercado firmou e as cotações subiram no atacado. Na média de todos os cortes pesquisados, houve alta de 0,9%. Se fosse pelo mercado interno, é provável que o ritmo lento do consumo ocasionasse redução dos preços, na tentativa de melhorar o escoamento do produto.

As vendas no mercado doméstico estão fracas, no entanto, a melhora das vendas externas este mês deu fôlego ao mercado e permitiu que as cotações se mantivessem nos patamares anteriores, além de apresentarem altas de preços pontuais.

As exportações de carne bovina in natura tiveram incremento e, na média diária de setembro, foram embarcadas 4,65 mil toneladas, volume 9,4% maior do que o vendido diariamente em agosto e 13,1% mais do que os embarques diários de setembro de 2014.

Mesmo que as vendas externas de carne bovina representem cerca de um quinto do total produzido no país, elas são importantes para ajudar no escoamento, especialmente em momentos de consumo enfraquecido.

A situação econômica do país não sinaliza melhora em curto prazo, o que deve continuar motivando o consumidor a gastar menos, cenário que influencia na substituição da carne bovina por proteínas alternativas.


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais