Preços e volume de exportações do milho recuam em novembro

Produtor está focado no plantio da safra de verão, o que diminui a pressão de comercialização e eleva a disponibilidade do produto no mercado interno

Diferente do cenário de outubro, com exportações recordes, o mercado do milho perdeu sustentação na primeira quinzena de novembro e os preços registraram ligeiras quedas. No Centro-Oeste, o recuo foi de até 4%. Já em Campinas (SP), a saca de 60 quilos está cotada em R$ 31,50, o que representa uma redução de 1,6% em relação ao fechamento do outubro.

 

De acordo com informações da Scot Consultoria, após exportar um volume recorde no mês passado, a quantidade de milho embarcada em novembro caiu. O ritmo de comercialização no mercado interno também diminuiu. Com isso, a disponibilidade de milho interna está relativamente alta, cenário que colabora com a pressão de baixa neste fim de ano.

 

O estoque do produto está estimado em 11,21 milhões de toneladas ou 13,3% da produção em 2014/2015. Em relatório divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento, a estimativa é de uma redução entre 4,8% e 9,3% na área de milho de verão. Além disso, os produtores estão voltados ao plantio da safra de verão, o que diminui a pressão de comercialização da produção.

Deixe seu comentário