DATA: 01/02/2016

Preço da soja no mercado spot no porto de Paranaguá caiu 1,79% em janeiro

Compradores passaram a ofertar preços mais baixos pelo grão, esperando que, com a colheita, haverá maior oferta do produto

No mercado da soja, o mês de janeiro encerrou com o início ou a intensificação dos trabalhos de colheita nas regiões Sul (Paraná), Sudeste (São Paulo) e Centro-Oeste (Mato Grosso e Mato Grosso do Sul). Com isso, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), compradores já passaram a ofertar preços mais baixos pelo grão, esperando que nas próximas semanas, se o tempo favorecer, poderá haver maior oferta.

 

Porém, por outro lado, vendedores ainda continuam firmes em seus preços. Nos últimos sete dias, os preços para os produtores (mercado de balcão) seguiram firmes na média das regiões acompanhadas pelo Cepea. Já os valores no mercado de lotes se enfraqueceram, apesar da baixa oferta no período.

 

O Indicador da soja Paranaguá Esalq/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e/ou negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá, entre 22 a 29 de janeiro teve decréscimo de 3,6%, a R$ 79,89 por saca de 60 quilos na última sexta-feira (29/01). “No mês, o Indicador caiu 1,79%. A média ponderada da soja no Paraná, refletida no Indicador Cepea/Esalq, cedeu 2,78% em sete dias e 3,11% no mês, a R$ 75,64 por saca de 60 quilos na sexta”, diz o Cepea.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais