Porto de Antonina aumenta a movimentação de cargas em 130%

A exportação de farelo de soja foi um dos fatores que impulsionou os embarque pelo Terminal Ponta do Felix

O Porto de Antonina aumentou em 130% a movimentação de cargas no primeiro trimestre de 2016, se comparado com o mesmo período de 2015. Entre os meses de janeiro e março deste ano foram movimentadas 316.514 mil toneladas pelo terminal. Já no ano de 2015, a movimentação de cargas no mesmo período foi de 137.110 toneladas. O novo recorde de movimentação foi anunciado pelo secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho nesta quarta-feira (06/04).

 

“Estes resultados se devem aos investimentos feitos pela Appa e Governo do Estado e que possibilitaram o ingresso de novas Comoditties e produtos na movimentação do Porto de Antonina”, disse Richa Filho. A exportação de farelo de soja foi um dos fatores que impulsionou as exportações pelo Terminal Ponta do Felix, em Antonina.

 

O secretário Richa Filho lembrou que a retomada da movimentação de cargas por Antonina estava entre as metas do Governo do Estado. “Em 2011, Antonina bateu o seu primeiro recorde após investimentos em infraestrutura. Com isso, o município também aumentou a sua arrecadação e os trabalhadores passaram a ter melhores oportunidades de aumentar a renda”, disse Richa Filho.

 

As operações no terminal privado de Ponta do Felix atingiram a marca de 1,556 milhão de toneladas movimentadas em 2013. Já em 2014, foram 1,472 milhão de toneladas. De acordo com o diretor do Porto de Antonina, Luís Carlos de Souza, este aumento na movimentação se deve aos investimentos recentes. “Além da dragagem, hoje temos infraestrutura logística para ampliar a operação em Antonina, o que está sendo fundamental para garantir novas cargas”, disse Luís Carlos.

 

No ano de 2011 o terminal privado teve uma retomada em sua movimentação de cargas, quando Antonina começou a servir como berço auxiliar na descarga de fertilizantes do Porto de Paranaguá. O aumento da produtividade do Porto de Antonina trouxe também mais dinheiro para os cofres públicos da cidade. Em 2011, com a retomada do porto, o município arrecadou R$ 661,9 mil em impostos (ISS) com o empreendimento. Em 2013, o valor aumentou consideravelmente e chegou a R$ 1,5 milhão.

 

Novos investimentos

No mês de março o Ministro da Secretaria de Portos da presidência da República, Hélder Barbalho, autorizou investimentos de R$114 milhões para ampliação do Porto de Antonina. Com a autorização, o Terminal Ponta do Félix, que possui contrato de arrendamento para movimentação de cargas congeladas e granéis em Antonina, vai ampliar o cais do terminal portuário em 170 metros.

O projeto de desenvolvimento da estrutura portuária também prevê a construção de linha de atracação onde irá operar o terceiro berço do porto, a construção de ramal ferroviário interligando o Terminal Ponta do Felix ao Terminal Público Barão de Teffé e, ainda, a construção de um armazém graneleiro – especial para fertilizantes – com capacidade estática para 120 mil toneladas. O armazém será instalado em uma área de 18 mil metros quadrados.

 

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais