Plano Safra investirá R$ 26 milhões no setor primário do Amazonas

A produção de farinha, pecuária de corte e leite e o incentivo às agroindústrias são as prioridades do projeto

Mais de oito mil famílias de produtores rurais de Urucará serão beneficiadas com a chegada do Plano Safra, do Governo do Amazonas. Com investimentos de R$ 26 milhões no setor primário da cidade, o programa foi lançado na última quinta-feira (17/12).

 

A produção de farinha, a pecuária de corte e leite e o incentivo às agroindústrias estão entre as prioridades do Plano Safra em Urucará (AM). Em todo o Estado, o programa tem investimentos programados da ordem de R$ 362 milhões no fomento à atividade agrícola, aplicando tecnologia através da mecanização, dando assessoramento técnico, extensão rural e fomentando cadeias produtivas através do crédito facilitado.

 

De acordo com o governador, o plano estadual da produção deve dar nova fisionomia ao interior, aumentando a produtividade a partir do emprego de tecnologia e expansão da extensão rural. “Queremos entrar onde puder com a mecanização. Os tratores entram, mecanizam o solo, colocam calcário e a mandioca que dava uma, passa a dar quatro, ou seja, aumenta a produtividade”, disse.

 

Os recursos do Plano Safra em Urucará serão distribuídos em mecanização e subsídio de calcário para fortalecer a cultura da mandioca, culturas industriais e pecuária de corte e leite. Cerca de 550 hectares de área serão mecanizadas na cidade. Para melhorar o aproveitamento da terra em parceria com a prefeitura de Urucará, José Melo entregou nesta quinta-feira mais de R$ 1 milhão em implementos agrícolas, como trator, plaina agrícola frontal, grade aradora, distribuidora de calcário, roçadeira, trator de esteira e um caminhão.

 

O Banco do Povo inicia em Urucará com R$ 1,5 milhão destinado a 306 operações de crédito para empreendedores de pequenos negócios, que devem gerar ou manter 918 ocupações econômicas, segundo dados da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), que coordena o programa.

 

Por meio do Banco do Povo, o Governo do Estado disponibiliza crédito para trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais, profissionais liberais, produtores rurais e micro e pequenas empresas que queiram iniciar, manter ou ampliar seu próprio negócio. Este ano, o programa já financiou 16 mil operações de crédito no Estado, com o desembolso de R$ 77,2 milhões para fomentar a economia.

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais