tilpaia

Na bacia do Rio Paraná, a piscicultura cresce o dobro da média nacional

Cultivo de tilápia representa metade da produção de pescado do País e está avançando rapidamente

A bacia do Rio Paraná tem sido de grande importância para o crescimento da produção brasileira de peixe. Com uma localização estratégica, que engloba os Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás, a região já é a maior produtora de tilápia do Brasil, com uma produção anual de 35 mil toneladas, num raio de 150 quilômetros.

 

De acordo com dados da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), atualmente, o Brasil produz 600 mil toneladas de peixes por ano e a produção de tilápia representa cerca de 50% desse total. Enquanto o cultivo da espécie avançou 10% no País em 2015, na bacia do Rio Paraná, o crescimento foi de 20%. E pode avançar ainda mais, segundo Eduardo Amorim, presidente da Peixe BR. “A produção de peixes cultivados no Brasil ainda não é compatível com o seu potencial, mas é a atividade zootécnica que mais vem crescendo no País”, diz o presidente.

 

O consumo de peixes deverá crescer

O consumo per capita de peixe entre os brasileiros era de seis quilos por ano há uma década. Atualmente, o volume varia entre nove e dez quilos por ano. No caso da tilápia, esse número é de aproximadamente dois quilos por ano. “Nós acreditamos que o consumo de peixe vai continuar crescendo e provavelmente vai ficar próximo ao consumo dos suínos, que representam 16 quilos per capita hoje.”

 

A associação tem duas grandes metas para a evolução do setor nos próximos anos: buscar a isonomia que as outras proteínas tem e avançar na questão de licença ambiental, que segundo Amorim é o maior gargalo da piscicultura e prejudica a evolução dos produtores.

 

Deixe seu comentário

Leia mais