Nova edição da Feira do Peixe Vivo vai oferecer 10 toneladas de pescado

A grande atração são os exemplares de carpa, tilápia e tambaqui

Depois do sucesso das duas edições de 2015, a Feira do Peixe Vivo promovida pelo Governo do Estado de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), tem sua primeira edição de 2016 nos dias 23 e 24 deste mês, na véspera da Semana Santa. A feira acontece no Parque José da Silva Nogueira, o Parque da Pecuária, das 7h às 13h.

 

A previsão é de que sejam comercializadas, nesta edição da feira, 10 toneladas de pescado. Nas duas edições realizadas em 2016, um total de 18 toneladas. Segundo o superintendente de Aquicultura da Seagri, Manoel Sampaio, os consumidores poderão encontrar na Feira diversas variedades de pescado, como tambaqui, tilápia, carpa, pescada, serra, camarão, ostras, sururu, entre outras espécies, sempre com preços abaixo do mercado.

 

A grande atração são os exemplares de carpa, tilápia e tambaqui que podem ser escolhidos ainda vivos. Em área reservada, afastada do local da venda, o consumidor também pode solicitar, gratuitamente, a limpeza do pescado. De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, a Feira do Peixe vivo serve como incentivo à aquicultura familiar alagoana, abrindo espaço para a comercialização da produção de pescado de comunidades rurais.

 

“A Seagri promove a Feira do Peixe Vivo duas vezes por ano: nas vésperas da Semana Santa e no mês de setembro. Com ela, nós fechamos a cadeia produtiva do pescado, que tem início com o Programa de Distribuição de Alevinos, por meio do qual entregamos no ano passado quase dois milhões de alevinos a pequenos aquicultores e comunidades rurais em todo o Estado. Ou seja, os alevinos distribuídos para esses produtores agora vão à mesa do consumidor maceioense. Essa iniciativa faz parte do trabalho do governador Renan Filho por uma nova Alagoas, valorizando o produtor e levando um alimento saudável para a mesa do alagoano”, explicou Vasconcelos.

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais