Nestlé investe na produção de mudas de café conilon em Rondônia

Atualmente, o Estado é o segundo maior produtor de café conilon e o quinto maior produtor de café do Brasil

Maior compradora de café verde do mundo, a Nestlé está investindo para a renovação das lavouras de café da região de Alto Alegre dos Parecis, em Rondônia. Com um aporte feito à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a companhia quer promover a melhoria da produção local de café conilon, auxiliando no desenvolvimento da cadeia.

 

Por meio de um investimento de cerca de R$ 30 mil, a capacidade do viveiro municipal será ampliada, passando de 300 mil para 500 mil mudas de café conilon. Espera-se com isso ampliar a iniciativa da administração municipal, que facilita o acesso a novas plantas, com qualidade genética superior – selecionadas de acordo com a qualidade dos frutos e perfil de produtividade –, o que estimulará o produtor a renovar suas plantações, a partir do verão 2016/17. Atualmente, o Estado de Rondônia é o segundo maior produtor de café conilon e o quinto maior produtor de café do Brasil.

 

A ideia é que, com este financiamento, a Nestlé possa desenvolver novos fornecedores de café conilon para sua fábrica em Araras (SP). A unidade no interior paulista é responsável pela produção de toda a linha de produtos da Nescafé, que é a marca mais valiosa da Nestlé no mundo.

 

Valorização do café

A Nestlé atua há mais de 60 anos na produção de café solúvel no Brasil e desenvolve um extenso trabalho de suporte técnico para o desenvolvimento da cadeia produtiva de café arábica e conilon. Desde 2011, com o programa Nescafé Plan, fomenta o desenvolvimento de produtores locais para a adoção de um padrão de produção que atenda a especificações de sustentabilidade, de acordo com o Código Comum da Comunidade Cafeeira (4C).

 

Recentemente, a companhia inaugurou no Brasil a primeira unidade fora da Europa com a exclusiva tecnologia para a fabricação de cápsulas Nescafé Dolce Gusto. Com um investimento de R$ 220 milhões, a fábrica instalada em Montes Claros (MG) iniciou suas operações utilizando café de origem 100% brasileira, além de outras matérias-primas nacionais, como leite, cacau e açúcar.

 

Deixe seu comentário

Leia mais