Movimentação no Porto de Santos atinge quase 120 milhões de toneladas

O aumento foi de 7,9%, impulsionado pela alta de 14,4% nas operações de exportação, com forte influência dos embarques de açúcar

Em 2015, a movimentação de cargas no Porto de Santos superou todas as expectativas, atingindo a marca de 119,931 milhões, um aumento de 7,9%, impulsionado pela alta de 14,4% nas operações de exportação, com forte influência dos embarques de açúcar, do chamado complexo de soja (grãos e farelo) e de milho. As importações apontaram queda de 6,4%.

 

“Com participação sobre o movimento geral da ordem de 73,0%, as cargas de exportações operadas no complexo santista garantiram o desempenho positivo”, diz o presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Alex Oliva. “Crescemos, inclusive, acima do esperado”, afirma, explicando que no início de 2015, a previsão apontava para 114 milhões de toneladas.

 

Açúcar

O açúcar que detém a posição de carga mais movimentada atingiu em 2015 um total de 18,185 milhões de toneladas, superando em 5,3% as operações no ano anterior. Na sequência, os embarques de grãos e farelo que compõem o complexo soja chegaram a 17,772 milhões de toneladas e crescimento de 7,9%. Com 15,786 milhões de toneladas, despontaram os embarques de milho, com elevado crescimento de 76%.

 

Álcool

Destacaram-se, também, os embarques de álcool, que atingiram 1,651 milhão de toneladas, 39,7% acima do volume registrado em 2014 (1,181 milhão de toneladas) e café em grãos com crescimento de 6,3%, saindo de 1,510 milhão de toneladas em 2014 para 1,605 milhão de toneladas em 2015.

 

O presidente da Codesp destacou que as elevadas marcas de movimentação dessas commodities agrícolas, demandam muito da infraestrutura portuária, notadamente as vias de acesso internas do porto, bem como uma programação muito ajustada no agendamento de chegada realizado em conjunto com os terminais.

 

Importações

Já nas importações, a queda resultou do declínio na operação de sete dentre as dez carga de maior movimentação nesse fluxo, com destaque para o decréscimo de 30% nas importações de adubo, a carga de maior participação  nas descargas. Quanto às operações de contêineres, o ano registrou um incremento de 5,5%, alcançando 41,196 milhões de toneladas, representando um incremento de 2,6%  em teu (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés).

 

A consignação média (média da tonelagem embarcada por navio) das cargas movimentadas no complexo santista teve aumento de 8,7%, significando maior produtividade, pois enquanto a tonelagem cresceu 7,9% o número de navios reduziu 0,7%, refletindo em mais cargas movimentadas  em uma quantidade menor de navios.

 

Balança Comercial

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Industria e Comércio Exterior (MDIC), a participação do Porto de Santos na Corrente de Comércio brasileira em 2015 foi de 27,3% (US$ 99,0 bilhões), enquanto em 2014 chegou a 25,6% (US$ 116,1 bilhões). O total Brasil em 2015 atingiu US$ 362,6 bilhões e em 2014 chegou a US$ 454,2 bilhões.

 

Nas exportações a participação de Santos somou 26,5% (US$ 40,8 bilhões), contra 25,6% em 2014 (US$ 57,7 bilhões). Já nas importações foi de 28,2% (US$ 48,3 bilhões), contra 25,5% em 2014 (US$ 58,4 bilhões). O Brasil atingiu US$ 191,1 bilhões nas exportações em 2015 (em 2014 foram US$ 225,1 bilhões) e US$ 171,4 bilhões nas importações no ano passado (em 2014 esse fluxo atingiu US$ 229,1 bilhões).

 

Cerca de 13,9% dos embarques efetuados em Santos tiveram como destino a China, 13,2% os Estados Unidos e 6,0% a Argentina. Já as descargas tiveram como proveniência a China, com 21,2$, os Estados Unidos, com 16,0% e a Alemanha, com 9,4%.

 

Na exportação as 3 cargas mais movimentadas quanto ao valor foram a soja (China, Tailândia e Coréia do Sul), o café em grãos (Estados Unidos, Alemanha e Itália) e o açúcar (China, Bangladesh e Índia). Na importação ganharam destaque inseticidas (Estados Unidos, Bélgica e França), caixas de marchas (Japão, Coréia do Sul e Indonésia) e fungicidas (França, Reino Unido e Estados Unidos).

 

Movimento em dezembro

O Porto de Santos estabeleceu em 2015 novo recorde para o mês de dezembro, atingindo 10,116 milhões de toneladas, contra 9,022 milhões de toneladas em 2014, um crescimento de 12,1%. As exportações totalizaram 7,878 milhões de toneladas, ficando 30,6% acima do mesmo período de 2014 (6,031 milhões de toneladas). Já as importações somaram 2,237 milhões de toneladas, ficando 25,2% abaixo do verificado no mesmo período de 2014 (2,991 milhões de toneladas).

 

Destacam-se entre os embarques o milho (2,662 milhões de toneladas), com aumento de 103,3%;  o açúcar (1,754 milhão de toneladas), com crescimento de 17,6%; e o farelo (401,001 mil toneladas), que aumentou 62,2% .  Nas importação o adubo apresentou queda de 31,7%, o carvão de 100,0% e o enxofre de 7,7%.

 

A carga conteinerizada, em tonelagem, apresentou queda de 5,5%, somando 3,279 milhões de toneladas, contra 3,470 milhões de toneladas em dezembro de 2014. Em teu o movimento de contêineres reduziu em 7,7%. A quantidade de navios atingiu 438, menos 1,1% da quantidade verificada no mesmo mês de 2014 (443 embarcações).

 

Deixe seu comentário

Leia mais