Semente de soja - plantio da soja - soja - produção de soja - produtor de soja - lavoura de soja - farming brasil

Monsanto defende a patente da semente de soja Intacta

Multinacional americana argumenta que agências regulatórias aprovaram a patente de forma criteriosa em vários países

A Monsanto acredita que sairá vencedora na ação judicial movida pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), que pede a nulidade da patente de Soja Intacta da Monsanto (patente PI 0016460-7) na Justiça Federal por entender que o registro não cumpre os requisitos legais previstos na Lei de Propriedade Industrial.

 

O presidente da Monsanto do Brasil, Rodrigo Santos, defendeu a patente da semente de soja. “O INPI [Instituto Nacional da Propriedade Industrial] concedeu a patente para a Monsanto há muitos anos. O INPI é um órgão regulatório responsável no Brasil e que analisa todas as questões para conceder patente com muito critério”, afirmou Rodrigo Santos, durante entrevista coletiva à imprensa na quarta-feira (06/12), em São Paulo.

 

Ele afirmou que a empresa está confiante. “Essa mesma patente que a gente tem no Brasil foi conseguida em vários países no mundo que também têm escritórios e agências regulatórias muito criteriosas para avaliar. Por isso, a gente está muito seguro quanto a isso. A gente tem muita segurança e muita confiança no sistema judiciário brasileiro de que reconheça esse direito de propriedade intelectual”, disse Santos.

 

Inovação da Monsanto

O presidente da Monsanto também frisou os méritos da biotecnologia. “Intacta foi a primeira biotecnologia a ser lançada fora dos Estados Unidos. Foi uma grande inovação desenvolvida aqui, a primeira soja resistente a lagarta do mundo foi desenvolvida no Brasil”, disse. “O que a Monsanto fez com a Intacta e o que a gente procura fazer com novas tecnologias é trazer uma nova opção para o agricultor. Ele que toma a decisão de utilizar ou não.”

 

Durante encontro com a imprensa em São Paulo, o presidente da Monsanto também comentou sobre os avanços esperados para a legislação do setor de sementes e a polêmica da pirataria. “A lei de proteção de cultivares é uma discussão extremamente importante e que precisa ouvir todos os setores envolvidos. O Brasil precisa atrair investimentos para trazer novas tecnologias, para a biotecnologia, mas também o melhoramento genético. O ciclo positivo de lançar novas variedades adaptadas para cada região é fundamental”, afirmou.

 

Safra 2017/2018

De acordo com Rodrigo Santos, mais de 170 mil agricultores brasileiros estão cultivando a soja intacta na safra 2017/2018. “E mais de 95% dos produtores que optam por plantar intacta têm utilizado sementes certificadas ou a semente salva legal de acordo com a legislação brasileira e eu acho que isso é o melhor para o Brasil”, afirmou o presidente da Monsanto no Brasil. “A pirataria não respeita a propriedade intelectual e não traz benefício para a agricultura no médio a longo prazo.”

 

Na América do Sul, as lavouras com essa variedade ocupam uma área estimada em 22 milhões de hectares. O presidente da Monsanto no Brasil também estima que os produtores vão colher uma boa safra de soja na temporada 2017/2018. “O clima tem ajudado e eu acho que vai ser uma safra muito positiva para a soja em termos de produção total, colheita e exportação e que vai ser importante para o Brasil no começo de 2018”, afirmou.

 

Leia mais sobre a Monsanto:

Climate FieldView já monitora 550 mil hectares no Brasil

Soja Intacta: Aprosoja pede na Justiça Federal a nulidade da patente da Monsanto

Agricultura digital: plataforma Climate FieldView é lançada no Brasil

Monsanto lança aplicativo para produtores que usam soja Intacta RR2 PRO

Bayer compra a americana Monsanto por US$ 66 bilhões

 

Conheça a revista Farming Brasil!

Farming Brasil. Ano 1, edição 3.
Farming Brasil. Ano 1, edição 3.

A terceira edição da revista Farming Brasil tem reportagem de capa sobre a plantabilidade da soja, com um dossiê completo para avaliar o solo, regular as plantadeiras, capacitar o operador da máquina e plantar com qualidade.

A revista conta também com um robusto especial sobre pecuária. A terceira edição apresenta tecnologias para as máquinas agrícolas, como os pneus radiais e as esteiras de borracha para colheitadeiras de grãos, sistemas de irrigação, tecnologia de aplicação de fertilizantes a taxa variável, energia solar e muito mais! Para adquirir a revista (R$ 14,90 + frete de R$ 6,50), clique aqui para enviar o seu pedido.

 

Cadastre-se para receber notícias gratuitamente da Farming Brasil por e-mail: sfagro.com.br/cadastro

Qual é a sua dúvida agronômica? Para pedir uma reportagem ao site SF Agro, clique aqui e envie uma mensagem para a equipe de jornalistas.

 

Deixe seu comentário

Leia mais