Integração Lavoura-Pecuária-Floresta - ILPF.

No Pará, o mercado de reposição do boi está em baixa

Por apostarem na firmeza do mercado, pecuaristas mantém animais nos pastos em busca de melhores preços

No Pará, os preços dos animais de reposição têm andado de lado, após as sucessivas altas ao longo do último ano. Os recriadores/invernistas vêm adquirindo os animais com mais cautela. O ritmo de negócios está baixo e este é o principal fator que vem limitando novas valorizações, embora a oferta esteja reduzida.

 

De acordo com informações da Scot Consultoria, por conta da falta de disponibilidade de animais, os pecuaristas apostam em firmeza do mercado, fazendo com que eles segurem os animais no pasto, na espera de melhores oportunidades de negócios. Em relação ao mesmo período do ano passado, os animais de reposição subiram, em média, 7,3%, considerando as categorias de machos anelorados.

 

O boi gordo, no mesmo período, subiu 9,8%, o que melhorou ligeiramente as relações de troca no período. Com o valor da venda de um boi gordo (16,5@) no estado, hoje é possível adquirir 2,17 bezerros desmamado, frente aos 2,04 em março do ano passado. Daqui para frente fica a expectativa quanto ao comportamento dos preços do boi gordo, que pode motivar a reposição.

 

 

Deixe seu comentário