DATA: 13/11/2015

Mapa prorroga Prazo da Emergência Fitossanitária na Bahia

A medida foi tomada devido ao intensivo ataque da praga Helicoverpa armigera

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prorrogou por mais um ano o prazo de vigência da emergência fitossanitária na Bahia. A portaria, publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (11/11) e assinada pela ministra interina Maria Emília Jaber, prorroga esse prazo para até 6 de novembro de 2016.

 

A medida foi tomada devido ao intensivo ataque da praga Helicoverpa armigera. Essas lagartas causam danos às culturas quando se alimentam dos grãos em formação na planta, como brotos e frutos, desde os estágios iniciais até a fase de maturação do vegetal.

 

Os maiores prejuízos causados pela praga acontecem nas lavouras de algodão, soja e milho, mas a Helicoverpa também causa grandes danos econômicos a outras culturas.

 

Os inseticidas registrados para uso no território nacional não são eficientes no combate a essa praga e os produtores, juntamente com técnicos da Embrapa, tiveram que buscar alternativas de controle eficiente em outros países, passando pelo controle biológico à utilização de inseticida não registrado no País em caráter emergencial.

 

A decisão contou com o apoio técnico do governo da Bahia, da Abapa – Associação Baiana dos Produtores de Algodão e da Abrapa.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.