arroz. exportação de arroz. grãos. comércio internacional. farming brasil
DATA: 27/01/2016

Indústrias vêm pagando mais caro pelo arroz

As incertezas quanto à nova safra têm alicerçado a expectativa de alta nos preços nas próximas semanas

De olho nas condições da lavoura de arroz da temporada 2015/2016, que foram favorecidas pelo tempo ensolarado dos últimos dias, orizicultores têm vendido seus lotes somente quando precisam fazer caixa. As incertezas quanto à nova safra têm alicerçado a expectativa de alta nos preços nas próximas semanas, mesmo próximo ao período de início de colheita (final de fevereiro).

 

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), com esse cenário e diante da oferta reduzida de arroz em casca no Rio Grande do Sul, indústrias pagaram valores mais altos pelo produto depositado e também pelo “livre” (armazenado nas propriedades rurais) para repor seus estoques. “De 19 a 26 de janeiro, o Indicador Esalq/Senar-RS, 58% grãos inteiros teve alta de 1%, fechando a R$ 41,93 por saca de 50 quilos no dia 26”, diz o Cepea.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais