Indicador de preço do milho volta a subir

Muitos vendedores ofertam valores distantes da intenção de compradores, diminuindo o ritmo de comercialização no spot

O preço do milho voltou a se sustentar, ou até mesmo a subir, no mercado interno na última semana. Pesquisadores do Cepea indicam que, além da intensificação das exportações brasileiras neste mês, vendedores, atentos à valorização do dólar frente ao Real, se retraíram, na expectativa de novas altas, tanto no spot quanto para o início de 2016.

Muitos vendedores ofertam valores distantes da intenção de compradores, diminuindo o ritmo de comercialização no spot. Segundo a Secex, nos primeiros 11 dias úteis de outubro, 2,93 milhões de toneladas de milho foram embarcadas, com média diária de 266,2 mil toneladas. Caso esse volume se mantenha, 5,85 milhões de toneladas seriam exportadas até o final de outubro, um recorde mensal. Entre 16 e 23 de outubro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), subiu 2,43%, fechando em R$ 32,86/sc nessa sexta-feira, 23.

 

Com informações do Cepea.

 

Deixe seu comentário

Leia mais