IBGE lança terceira edição do Manual Técnico de Ciência dos Solos

A publicação é essencial para o planejamento de projetos de exploração agropecuária e florestal

O IBGE disponibilizou, nesta quinta-feira (03/12), a 3ª edição do Manual Técnico de Pedologia (ciência dos solos), em duas versões: uma mais completa, contendo todas as atividades e procedimentos necessários à execução de levantamentos de solos, e um Guia Prático de Campo, contendo informações específicas para os trabalhos de campo inerentes a esta atividade.

 

A publicação é ferramenta essencial para o planejamento de projetos de exploração agropecuária e florestal, de construção de obras de infraestrutura, entre outras atividades econômicas, contribuindo para a utilização sustentável do solo. Objetiva auxiliar instituições de assistência técnica privadas ou públicas, governos, proprietários rurais e centros de pesquisa a realizarem levantamentos e classificação dos solos.

 

A revisão e ampliação da publicação foram motivadas, principalmente, pela reedição do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, coordenada pela Embrapa em 2013, e coincide com a declaração de 2015 como Ano Internacional dos Solos, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e com o Dia Mundial do Solo (05/12), criado em 2002, pela União Internacional de Ciências do Solo (IUSS), com o propósito de mobilizar a sociedade para a importância dos solos como parte fundamental do meio ambiente.

 

O Manual de Pedologia reúne um conjunto de normas e procedimentos utilizados nos levantamentos de solos, tratando desde o planejamento até as formas de apresentação de relatórios, mapas e legendas. A publicação contém informações atualizadas sobre as atividades de conhecimento, caracterização, classificação e cartografia de solos, em linguagem simples e bem ilustrada.

 

Organizado em três partes – O solo, Taxonomia e classificação de solos e Cartografia temática e levantamentos de solos -, o manual trata de uma extensa lista de temas, como o conceito de solo, a determinação da cor do solo em campo, a profundidade do solo, a coleta de amostras em trincheiras e barrancos de estradas, as determinações químicas e físicas, levantamento e identificação dos principais solos do Brasil.

 

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais