Ferramenta informa sobre tempo e condições que causam doenças na lavouras

Sistema disponibiliza informações de condições atmosféricas, tendências de tempo e possível ocorrência de doenças

A Epagri oferece aos produtores rurais catarinenses um serviço gratuito de informações meteorológicas que auxilia no controle de pragas e doenças nas lavouras. O Sistema de monitoramento e difusão de avisos e alertas agrometeorológicos em apoio à agricultura familiar (Agroconnect) disponibiliza, em um site na internet, informações como condições atmosféricas, tendências de tempo para os próximos dias e condições favoráveis à ocorrência de doenças.

 

A proposta é ajudar o público rural a planejar suas atividades de campo. Além de apresentar dados de monitoramento de temperatura, umidade relativa, velocidade e direção do vento, precipitação, radiação solar, molhamento foliar e pressão atmosférica, o Agroconnect gera avisos para os produtores. Esses avisos mostram, em diferentes pontos do mapa, se as condições estão favoráveis para o desenvolvimento de doenças específicas em cada cultura.

 

“Com base nos avisos, o agricultor pode fazer um controle químico mais eficiente na lavoura. Ele não vai aplicar o produto se souber que vai chover em seguida, por exemplo. Mas se souber que as condições meteorológicas são favoráveis para determinada doença, ele pode se antecipar e fazer o controle preventivo”, explica o engenheiro-agrônomo Éverton Blainski, pesquisador do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de SC (Epagri/Ciram) que integra a equipe de desenvolvimento da ferramenta.

 

O Agroconnect apresenta o monitoramento climático de 42 culturas e gera avisos para quatro: banana (sigatoka-negra), maçã (sarna – ascósporos, sarna – conídios, podridão-amarga e podridão-branca), soja (ferrugem-asiática) e tomate (requeima) – aos poucos, outras culturas entrarão nessa lista. O site também disponibiliza boletins climáticos trimestrais e boletins específicos das principais culturas de Santa Catarina, que são enviados por e-mail para produtores cadastrados.

 

De hora em hora

Os dados meteorológicos são coletados por uma rede de 217 estações automáticas instaladas no Estado. De hora em hora, eles chegam a uma central de recepção localizada na Epagri/Ciram, onde são verificados e, então, disponibilizados no site. Os avisos de condições favoráveis a doenças são gerados diariamente a partir do processamento desses dados e da correlação com modelos matemáticos que descrevem a evolução das doenças. Esses modelos são específicos para cada cultura e cada praga/doença.

 

O sistema foi desenvolvido pela Epagri/Ciram com a contribuição de agricultores, que orientaram a equipe sobre suas necessidades, e de pesquisadores de diferentes áreas, que ajudaram a determinar as condições favoráveis para doenças de cada cultura. “Não há no Brasil outro sistema com esse nível de informação, apenas iniciativas pontuais para algumas culturas. A proposta de abranger todas as culturas do Estado é bastante inovadora”, diz Blainski. Aos poucos, a ferramenta será ampliada para atender também agricultores do Rio Grande do Sul e do Paraná.

 

São parceiros do projeto a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, o Programa SC Rural, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de SC (Fapesc), a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a Basf, a Embrapa Uva e Vinho, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense (IFC) – campus Rio do Sul, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) – campus Florianópolis e o Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais