DATA: 08/02/2016

Família de agricultores diversifica produção e aumenta a renda

A família Kotani, de Minas Gerais, comercializa produtos para alimentação escolar de municípios da região

Uma família de agricultores do município de Arantina, na Zona da Mata mineira, conseguiu melhorar a renda e a qualidade de vida com muito trabalho, dedicação e o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG). A família Kotani diversifica a produção e tem mercado garantido em três municípios da região com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

 

Maçã, batata e tomate são as principais culturas produzidas em 10 hectares da propriedade, que conta com mão-de-obra totalmente familiar de cinco pessoas.  A trajetória da família começou a mudar em 2013, com a chegada do extensionista da Emater-MG, Marcelo Rodrigues Vilela, ao município de Arantina.

 

“A família Kotani tinha um pouco de dificuldade na comercialização da produção. Quando começamos a atuar no município expliquei sobre o PNAE. Aí começamos todo processo, com emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf, a DAP, e outras obrigações legais para participar do programa. Atualmente eles já têm mercado garantido pelo programa em Arantina, Bom Jardim de Minas e Liberdade e ainda vendem parte da produção para outras cidades”, conta o extensionista da Emater-MG.

 

Maçã

A principal cultura produzida pela família de Amarantina é a maça, com três hectares de plantação e produção de aproximadamente 35 toneladas por ano. Como o período de safra é entre novembro e janeiro, os Kotani também produzem hortaliças, principalmente tomate e batata, para garantir renda o ano inteiro. Além dos municípios atendidos através do PNAE, a produção também é entregue para comércios de Juiz de Fora, São Lourenço e Itajubá.

 

Segundo Ricardo Kotani, o apoio da Emater-MG foi fundamental. “Sem o apoio seria impossível conseguir comercializar pelo PNAE. Foi realizado todo um trabalho. Antes a gente só conseguia entregar aqui bem próximo ao município e agora já atendemos outros lugares. Nossa renda aumentou bastante e conseguirmos garantir a venda o ano inteiro”, diz.

 

Mais renda e qualidade de vida

Com comercialização garantida, os resultados obtidos foram mais renda e qualidade de vida. “Nós já conquistamos muita coisa. Construímos um barracão novo, pois ao antigo estava bem ruim, e pegamos um caminhão para transportar os produtos. Tudo com dinheiro conquistado com a comercialização da nossa produção. Não podemos reclamar, nossa situação melhorou bastante”, garante Kotani.

 

Com orientação técnica da Emater-MG, também já foi elaborado um projeto para acesso ao Pronaf e o valor será utilizado na aquisição de uma caminhonete para ajudar no transporte e na comercialização da produção. A expectativa é receber o veículo em fevereiro e economizar com manutenção e outros custos.

 

PNAE

O PNAE é um programa do Governo Federal, que estabelece que 30% dos recursos para a merenda escolar sejam destinados à compra de gêneros alimentícios produzidos por agricultores familiares. Em todo o Estado, a Emater-MG orienta milhares de agricultores para que eles possam participar do programa.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.