Frango.
DATA: 02/03/2016

Exportações de carne de frango crescem 6% em fevereiro

No resultado acumulado de 2016, as exportações de frango tiveram alta de 9,9%, com 637,1 mil toneladas exportadas

Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações totais de carne de frango (incluindo todos os produtos, entre frangos inteiros, cortes, salgados, processados e embutidos) chegaram a 320,3 mil toneladas em fevereiro deste ano, volume 6% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior. No saldo cambial do mês, houve retração de 11,5%, com US$ 458,6 milhões realizados em fevereiro.  Já no saldo em reais, foi registrado crescimento de 24,9%, com R$ 1,82 bilhão.

 

“O cenário segue aquecido para os exportadores e agora temos outros fatores influenciando este resultado em relação ao ano passado, como novas plantas para o México e China e o recente início de embarques para a Mongólia. As vendas para os países da Ásia e Oriente Médio, em geral, apresentaram bom desempenho”, diz Ricardo Santin, vice-presidente de aves da ABPA.

 

Somando todo o embarque de 2016 (janeiro e fevereiro), as exportações brasileiras de carne de frango mantiveram alta de 9,9%, com 637,1 mil toneladas exportadas. Com isto, o setor obteve receita cambial de US$ 909,7 milhões (-10,2%), e em reais de R$ 3,6 bilhões (+32,2%).

 

“O saldo positivo acumulado no ano tem ajudado a diminuir os fortes efeitos das altas dos custos de produção. Este ‘respiro’ deve contribuir para o setor enfrentar com solidez o momento atual, ajustando a oferta interna de produtos e colaborando para a fluidez dos baixos estoques com as elevações dos preços dos produtos. Esta alta já é notável com o leve crescimento de 0,56% no preço médio das exportações de fevereiro, em comparação com janeiro”, conta o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais