Frango.
DATA: 03/02/2016

Exportações de carne de frango crescem 14,1% em janeiro

Ao todo, foram obtidos R$ 1,827 bilhão, 40,4% a mais que em janeiro de 2015

Mantendo o bom desempenho registrado em 2015, as exportações brasileiras de carne de frango começaram 2016 já em ritmo positivo. Conforme levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em janeiro deste ano foram embarcadas 316,8 mil toneladas, volume 14,1% maior que o registrado no primeiro mês do ano passado.

 

O bom resultado dos embarques influenciou o saldo dos negócios em reais. Ao todo, foram obtidos R$ 1,827 bilhão, 40,4% a mais que em janeiro de 2015. No saldo cambial, entretanto, houve retração de 8,8%, chegando a US$ 451,1 milhões.

 

“Vários importantes mercados como Egito, Emirados Árabes Unidos, Kwait, China, Hong Kong, entre outros, incrementaram suas compras em relação ao mês de janeiro de 2015. A confiança dos importadores na qualidade e no status sanitário de nossa produção tem nos favorecido neste momento de grande apreensão com os impactos do aumento considerável do custo de produção”, diz Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

 

Turra se refere às altas registradas, neste início de ano, nos preços do milho em diversas praças produtoras.  “A colheita da safra começou em boas condições. Parte dos estoques de passagem já começou a ser disponibilizada para venda. Isto pode gerar uma melhora no quadro dos custos”, conta.

 

Apesar do otimismo com a provável ampliação da oferta, explica o vice-presidente de aves, Ricardo Santin, o longo período de altas do grão torna inevitável o repasse de preços ao importador e ao consumidor interno. “Houve perda de competitividade no cenário comercial com o aumento do custo de produção. Este reequilíbrio de custos e margens impactará, inevitavelmente, no reposicionamento global dos preços da carne de frango”, diz Santin.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.