Exportação de soja.
DATA: 27/02/2016

Exportações americanas devem ser as menores dos últimos seis anos

Os embarques devem render US$ 125 bilhões neste ano, uma queda de 10% em comparação a 2015, e o nível mais baixo desde 2010 Chuck Abbott *

As exportações agropecuárias dos Estados Unidos (EUA) cairão a US$ 125 bilhões neste ano, uma queda de 10% em comparação a 2015, e o nível mais baixo de vendas totais desde 2010, disse o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) em uma projeção atualizada. A redução das vendas para a China é responsável por um terço da queda estimada, de US$ 14,7 bilhões em exportações dos EUA, em comparação ao ano passado.

 

“Em geral, a forte competição e a demanda reduzida contribuíram para a queda das exportações nos EUA”, disse o economista chefe do USDA, Robert Johansson, no Fórum de Agricultura Anual Outlook da USDA. “Porém, grande parte da redução em valor deste ano, em comparação ao ano fiscal de 2015, deve-se aos preços mais baixos nas exportações de grãos e de ração.”

 

O Canadá poderá substituir a China como o principal mercado para as exportações agropecuárias dos EUA pela primeira vez desde 2010, com previsões de importação de US$20,8 bilhões neste ano. A China e o México empatariam em segundo lugar, com cerca de US$17,5 bilhões. Em 2015, a China comprou US$22,5 bilhões em exportações agrícolas dos EUA.

 

A China detém mais da metade do estoque mundial de milho. “Acreditamos que a China reduzirá sua importação de milho e de substitutos de milho, para evitar que seu estoque fique ainda maior e também para reduzí-lo,” disse Johansson.  A China é o líder de mercado de grãos secos de destilaria, gerando uma forte demanda por sorgo dos EUA. “Em 2014, a China importou um total combinado de 20 milhões de toneladas métricas de sorgo e cevada, com previsão de cair para 14,5 milhões de toneladas métricas em 2015, e depois para 9,6 milhões de toneladas métricas em 2016”, disse Johansson. Estimava-se que a China, que compra dois terços da soja do mercado mundial, permaneceria uma grande importadora de soja.

 

As exportações agropecuárias dos EUA atingiram uma alta recorde de US$ 152,3 bilhões em 2014, antes de entrar em declínio juntamente com os preços das commodities e a renda agropecuária norte-americana. Um quinto da produção agropecuária dos EUA é exportado. A previsão para a exportação deste ano é a mais baixa, desde os US$ 108,5 bilhões em 2010.

 

* Matéria publicada originalmente no portal Agriculture.com, traduzida por Andrew Davis.

* Confira o conteúdo completo sobre as projeções do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, em inglês, no link.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais