DATA: 15/01/2016

Exportação de carne de peru aumentou 5,9% em 2015, mas receita caiu 13,2%

As exportações atingiram a marca de 132,9 mil toneladas embarcadas no ano passado

As exportações de carne de peru aumentaram 5,9% no ano passado em comparação com o ano de 2014, atingindo a marca de 132,9 mil toneladas. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em receita, houve recuo de 13,2% no saldo acumulado dos doze meses do ano passado, chegando a US$ 288,2 milhões.

 

Levando em conta apenas o mês de dezembro de 2015, foi registrado decréscimo de 1% nos volumes embarcados de carne de peru na comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo 10,6 mil toneladas.  Em receita, a redução foi de 23,3%, totalizando US$ 20,9 milhões. “Os embarques de carne de peru voltaram a registrar elevações em 2015 graças, em especial, ao bom desempenho registrado pelo setor entre os meses de abril e agosto do ano passado”, afirma Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

 

A União Europeia superou a África como maior importadora de carne de peru do Brasil em 2015.  Ao todo, a região importou 57,1 mil toneladas do produto, 10% a mais que no ano anterior. Para a África, segundo principal destino, foram exportadas 49,4 mil toneladas, 6% a menos que no ano anterior.

 

Os países das Américas, no terceiro posto, importaram 15,1 mil toneladas (-38%).  Já para a Europa Extra-União Europeia foram embarcadas 7,1 mil toneladas (+29%). O Oriente Médio, com 3,7 mil toneladas (-16%) e a Ásia, com 313 toneladas (-25%), completam a lista.

 

Os destaques da pauta de exportação do segmento foram os cortes de peru, totalizando 83,4 mil toneladas embarcadas, 5,2 a mais que no ano anterior. De industrializados, foram exportados 49,4 mil toneladas (+7,4%). Por fim, foram embarcadas 64 toneladas de produtos inteiros (-71,7%).

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.