DATA: 03/11/2015

Estudo preliminar analisa impacto da TPP na agropecuária brasileira

O Brasil deve ampliar a sua agenda de negociações, para evitar que produtos agropecuários brasileiros percam espaço no mercado internacional

No dia 5 de outubro, foi anunciada a conclusão das negociações da Parceria Transpacífico (TPP), acordo concebido como uma plataforma para a integração econômica regional e que foi projetado para integrar economias de 12 países em toda a região da Ásia-Pacífico. O fim das negociações representa um grande passo para o comércio global, já que, além da liberalização, o TPP deve estabelecer novas normas para a produção e comercialização de produtos.

 

Com o novo acordo, o momento passa a propor urgência, ao Brasil, em avançar e ampliar a sua agenda de negociações, para evitar que produtos agropecuários brasileiros percam espaço no mercado internacional.

 

Com o intuito de melhor entender os impactos desse acordo para o setor produtivo brasileiro, na quinta-feira, dia 29/10, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) publicou estudo intitulado “A importância da Parceria Transpacífico para a agropecuária brasileira” na edição especial do Boletim do Agronegócio Internacional.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.