Salmão
DATA: 26/11/2015

Estados Unidos aprovam salmão transgênico para o consumo humano

A agência reguladora de alimentos e medicamentos americana concluiu que os genes inseridos são seguros para o peixe e não prejudicam o meio ambiente Naiara Araújo

A Food and Drug Administration (FDA), agência americana que regula o mercado de alimentos e de medicamentos, anunciou que que o salmão geneticamente modificado “AquAdvantage”, desenvolvido pela empresa AquaBounty Technologies, é tão seguro e nutritivo quanto o peixe não-transgênico. Por isso, o produto foi aprovado para o consumo humano.

 

Os cientistas da FDA analisaram dados fornecidos pelo fabricante e realizaram rigorosos testes para verificar se o produto atendia critérios de segurança e eficácia, além de analisar os possíveis impactos ambientais e concluir que a tecnologia não teria impacto significativo no meio ambiente. “Os dados demonstraram que os genes inseridos mantiveram-se estáveis ao longo de várias gerações de peixes, que engenharia genética é segura para os peixes e o salmão atende o objetivo de crescimento mais rápido”, afirmou a FDA em comunicado.

 

Segundo a FDA, a lei americana não obriga que os alimentos transgênicos sejam identificados nos rótulos. Porém, a agência reconhece que muitos consumidores querem saber se os alimentos são derivados de fontes geneticamente modificadas e alguns fabricantes de alimentos estão interessados em especificá-los. Por isso, a agência lançou guias para orientar os consumidores e fabricantes sobre a rotulagem de alimentos.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais