Porto de Paranaguá.
DATA: 04/12/2015

Escoamento de grãos triplica no Porto de Paranaguá

Apesar das chuvas, 2,07 milhões de toneladas foram exportadas nos meses de outubro e novembro

O Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá registrou um total de 2,07 milhões de toneladas exportadas nos meses de outubro e novembro, um volume 9,9% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Apesar das chuvas, o resultado é animador, pois representa três vezes mais do que o ano passado.

 

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, lembrou que o Governo investe pesado na modernização do Porto de Paranaguá para aumentar a produtividade. “Já aplicamos R$ 511 milhões em novos equipamentos e novas modelagens logísticas para carregar mais rápido nos períodos sem chuva. Ou seja, não podemos controlar a chuva, mas estamos trabalhando mais e melhor nos dias sem chuva”, diz Richa Filho.

 

A chuva ou garoa impossibilita o embarque de grãos pelo Porto de Paranaguá. Como a operação deste tipo de mercadoria é feita a céu aberto, a qualquer indício de precipitação, o escoamento tem que ser interrompido. “O volume de embarque feito no período mostra que a nossa produtividade aumentou consideravelmente”, diz o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino.

 

No acumulado do ano, de janeiro a novembro, o porto precisou paralisar suas operações em 98 dias, 47% a mais do que no ano passado, quando ficou parado em 67 dias. Mesmo assim, o Corredor de Exportação já embarcou 14,9 milhões de toneladas em 2015, 8% a mais do que o registrado de janeiro a novembro do ano passado.

 

“Temos carga represada para bater o recorde histórico do complexo e superar as 16 milhões de toneladas. Dependemos, apenas, de mais dias de sol”, diz Dividino. Até o momento foram embarcadas 7,4 milhões de toneladas de soja, o que significa um aumento de 15% em relação ao ano passado, e 2,8 milhões de toneladas de milho, representando um crescimento de 6,7%.

 

Para dezembro, o porto já tem nos terminais carga suficiente para carregar os 18 navios do Line-Up e, à espera de carregamento no campo, grãos para carregar os outros 22 navios que aguardam ao largo da baía de Paranaguá.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.